Guimarães Rosa já alertou: “O que a vida quer da gente é coragem” e a história já provou que o povo cansou de políticos populistas e demagógicos e que também quer dos políticos “Coragem”. Baixa Grande vive recentemente uma legião de aves de rapina invadindo as redes sociais para cobrar “Micareta”, mas o que na verdade essas aves de rapina escondem é o desejo sórdido de ver a administração municipal inviabilizada economicamente.

Quebraram a cara! Dr. Heraldo, todos sabem é um grande admirador das festas populares, mas não deixou sua vontade pessoal falar mais alto que a responsabilidade fiscal. Em um País onde a grande maioria dos políticos busca a popularidade fácil é digno de aplausos quando um gestor sabe reconhecer prioridades e sabe dizer “Não” quando necessário. Fico feliz em saber que Baixa Grande está em mãos de um prefeito que já provou que não irá recuar um milímetro nas suas convicções para manter a casa em ordem e no prumo.

As aves de rapina tentam confundir a opinião publica dizendo que Dr. Heraldo prometeu a micareta e tem de cumprir o prometido; mas qual pai que promete uma bicicleta ao filho e quando chega o dia de pagar a promessa descobre que por algum imprevisto o dinheiro não é suficiente para comprar a bicicleta e manter as despesas básicas da casa em dia; o pai responsável reconhece a promessa, más de maneira transparente argumenta para o filho que a prioridade é o pagamento da conta da energia, da compra do gás, do aluguel, da escola, do plano de saúde; a bicicleta será comprada quando a situação melhorar e a promessa será cumprida mas sem comprometer o orçamento.

As aves de rapina em sua jornada da insensatez andam espalhando meias verdades para a população de Baixa Grande que precisam serem esclarecidas. É verdade que o ex-gestor deixou em caixa 400 mil reais, lembrando que esse foi um dinheiro extra que o governo federal enviou no apagar das luzes da ultima gestão, mas também é verdade que:

*As aves de rapina escondem que o município teve arrecadação diminuída nos últimos dois meses;

*As aves de rapina escondem que o ex-gestor não prestou contas do mais educação e Baixa Grande perdeu um milhão de reais;

*As aves de rapina escondem que o ex-gestor não prestou contas com a Bahiatursa e pela primeira vez Baixa Grande teve que fazer o são João com recursos próprios, gastando quase 100 mil reais;

*As aves de rapina escondem que os ex-gestores arrocharam os funcionários do município com salários congelados e cortes de direitos; Dr. Heraldo consertou essas injustiças e em menos de seis meses: começou a pagar o piso nacional dos professores, valorizou guarda-municipais, reconheceu direitos de funcionários da saúde e deu aumento para todos os funcionários;

*As aves de rapina escodem que os ex-gestores esqueceram de investir em saúde e Dr. Heraldo contratou especialistas e ultrassom gratuito;

*As aves de rapina escondem que os ex-gestores não faziam obras com recursos próprios; Dr. Heraldo em menos de seis meses limpou o açude, revitalizou o monte, colocou nova iluminação na praça com lâmpadas de led, implantou internet livre na praça e ainda calçou várias ruas, tudo com recursos próprios;

Pela coragem em não se deixar levar por pressões e buscar a popularidade fácil DR. Heraldo merece os mais de 70% de aprovação constatado pelos institutos de pesquisa, por isso que já se espalha por toda cidade um movimento que apoia a responsabilidade e a coragem de Dr. Heraldo e que já entoa por todos os cantos da cidade o Xô populismo…Xô demagogia…Xô aves de rapina… vão agourar em outro terreiro…

Xô populismo…
Xô demagogia…
Xô aves de rapina…

Sótnas Fontoura- Jornalista