A mãe de um menino de quatro anos, aluno da Creche e Educandário Renovação, no bairro de Dom Avelar, em Salvador, acusa uma professora da instituição de ter cortado a língua da criança como castigo. Segundo informações do portal G1, a agressão teria ocorrido na última terça-feira (13), após o garoto ter mostrado a língua à professora.

De acordo com a mãe do estudante, Joátila Bispo, ele relatou o caso primeiro à irmã e a uma tia, afirmando ter se ferido após bater a cabeça em uma mesa. O menino mudou depois a versão e contou que a professora o agrediu. “Ele disse que deu língua a ela e ela cortou a língua dele. Ela também teria ferido ele na orelha, apertando a orelha com a unha”, diz Joátila.

O caso foi registrado na Delegacia Especializada de Repressão a Crimes Contra Criança e Adolescente (Dercca) na terça (13) e a mãe prestou depoimento no domingo (17). A delegada plantonista Cintia Ilmara está responsável pela investigação. Joátila afirma que o menino foi levado pela tia para uma unidade de emergência em São Marcos, onde foi orientada a encaminhar a criança a um hospital, devido à profundidade do corte.

O menino foi levado então para o Hospital Geral do Estado (HGE), onde ele passou por uma pequena cirurgia, levou três pontos e foi liberado. Joátila relata que a criança também passou por exame de corpo de delito no Departamento de Polícia Técnica (DPT). A mãe da criança também suspeita de que o uniforme do menino possa ter sido trocado. “Trocaram o uniforme dele, com certeza. Porque deve ter melado de sangue. O tamanho é diferente, é maior”.

Bahia Notícias