Centenas de pessoas ocuparam a sessão da Câmara de Vereadores, sexta-feira (14), na cidade de Serra Preta, 145 km de Salvador. Muitos se revoltaram depois que áudios circularam, entre os correligionários do prefeito local, em grupos de Whatsapp, onde afirmavam que o gestor faria um concurso público municipal ainda este ano.

O prefeito Adeil Figueredo completa em dezembro de 2016 oito anos de mandato e nunca divulgou a possibilidade de realização de concurso. Para os manifestantes, é estranho se falar em concurso público neste finalzinho de mandato. Muitos questionam a seriedade desta possibilidade, já que não ocorreu uma ampla divulgação sobre a realização de concurso público em todo ano de 2016.

Em vídeo postado no facebook, o vereador Magno Sousa afirma que projetos já foram aprovados sem conhecimento de muitos vereadores. “Várias vezes aqui (Câmara) a falta de democracia reinou. Projetos foram passados aqui, sem que vereadores do prefeito tivessem conhecimento, pudessem ler o projeto”, afirmou o vereador Magno.

O vereador Magno Souza ainda denuncia que depois da derrota eleitoral do candidato do prefeito, os serviços públicos municipais foram parte abandonados, até o transporte para os alunos que realizam curso em cidade vizinha foi retirado pela Prefeitura. Para o vereador Sérgio Moreira, os vereadores de oposição são a favor do Concurso Público, mas não no final do governo. A bancada defende um concurso público sério e transparente a partir do novo governo municipal.

Os manifestantes gritaram palavras de ordem dentro da Câmara, que teve sua sessão suspensa. Com faixa e cartazes, os manifestantes protestaram, afirmando que “Concurso Público Agora é Golpe”. O vereador Mario Gonçalves apoiou a presença do público na Câmara de Vereadores. Disse que a Casa deve estar sempre aberta para o povo, como meio de “oxigenar a democracia”.

Nenhuma nota oficial foi divulgada pelo prefeito de Serra Preta. Já o prefeito eleito, Aldinho, disse concordar com a manifestação ordeira e afirmou que qualquer tentativa de Concurso Público no final da gestão é golpe.

Fonte: http://marioangelobarreto.blogspot.com.br