sábado, maio 25, 2024

Milhares de católicos participam da 10ª Caminhada do Perdão em Feira de Santana

Foi realizada neste domingo (25), em Feira de Santana, a 10ª Caminhada do Perdão. O evento que ocorre no segundo domingo da Quaresma contou com a concentração de fiéis às 7h na Igreja dos Capuchinhos em uma missa campal e depois seguiu o trajeto de 3,5 km pela Avenida Presidente Dutra até a Catedral de Sant’Ana. Milhares de católicos participaram da caminhada que segue o lema da Campanha da Fraternidade: ‘Vós sois todos irmãos e irmãs’ e importância do perdão como forma de viver melhor e expressar a fé em Cristo.

Foto: Juvenal Martins/Acorda Cidade

Este ano o evento contou com um novo trajeto, mais curto, não foi finalizado na Igreja Senhor do Bonfim no Alto do Cruzeiro e buscou também oferecer mais inclusão e acessibilidade.

Foto: Ed Santos/Acorda Cidade

Dulce Pereira, moradora do bairro Serraria Brasil, disse ao Acorda Cidade que participa há muitos anos da Caminhada do Perdão. Para ela, perdoar faz parte da vida do cristão.

Foto: Ed Santos/Acorda Cidade

“Todos nós devemos perdoar e até porque quem tem fé e anda contrito na igreja isso faz parte”, comentou.

Foto: Ed Santos/Acorda Cidade

Maria Luiza Nogueira também estava presente na caminhada e relatou que esteve em todas as edições do evento, ao longo destes dez anos. Ela destacou que vale sempre a pena perdoar, não guardar mágoas.

Foto: Ed Santos/Acorda Cidade

“A caminhada é uma forma da gente se punir e buscar perdoar várias coisas que acontecem por aí. Perdão é vida, é graça e quem perdoa ganha mais do que quem é perdoado”, frisou.

Foto: Juvenal Martins/Acorda Cidade

O padre Júlio Santa Bárbara, coordenador da 10ª Caminhada do Perdão, explicou que o evento é uma proposta da Arquidiocese de Feira de Santana, acontece sempre no segundo domingo da Quaresma e tem como primeiro objetivo celebrar o amor, a misericórdia e o perdão de Deus.

Foto: Ed Santos/Acorda Cidade

“E depois, proclamar, manifestar a nossa unidade como cristãos católicos de Feira de Santana e região. Faz comunhão com a Campanha da Fraterniade e este ano o tema é Fraternidade e Amizade Social e o lema é: Vós sois todos irmãos e irmãs. Caminhar junto, como o povo de Deus, caminhar rezando é o nosso grande propósito e a nossa grande vocação de sermos irmãos e sermos fraternos”, enfatizou.

Foto: Ed Santos/Acorda Cidade

O padre acrescentou que a Quaresma é o tempo de preparação, são 40 dias para a celebração da Páscoa do Senhor e nesse tempo a igreja propõe a Campanha da Fraternidade como o lema de todos serem irmãos e que isto se relaciona muito bem, pois a Quaresma é tempo de penitência, conversão e chamado para mudança de vida. Para ele, tanto a campanha, como a Caminhada do Perdão trazem a provocação para que as pessoas se tornem melhores, sejam irmãs, fraternas e solidárias.

Foto: Ed Santos/Acorda Cidade

Segundo o padre, a estimativa é que cerca de 90 mil pessoas participantes do evento este ano. Ele informou que o ano passado, a 10ª Caminhada do Perdão contou com cerca de 70 mil fiéis.

Foto: Ed Santos/Acorda Cidade

“Vamos pedir a graça de Deus. Perdoar é humano, mas é difícil, há coisas que humanamente são difíceis de serem vividas. Vamos pedir a graça de Deus, perdoar, se auto perdoar e ser perdoado por Deus. Sempre é tempo de pedir, ganhar e dar perdão”, completou.

Foto: Ed Santos/Acorda Cidade

O arcebispo de Feira de Santana Dom Zanoni Castro afirmou que a 10ª Caminhada do Perdão é um momento de reconciliação e que a espiritualidade cristã passa pela reconciliação e que essa é a mensagem de Jesus, a causa de sua vida e sua entrega: ‘ Vim para que todos tenham vida e vida em plenitude’.

Foto: Ed Santos/Acorda Cidade

“Caminhada do Perdão, da reconciliação e a igreja celebra com a Campanha da Fraternidade que dá concretude a nossa espiritualidade. O perdão passa pela amizade social, o relacionamento humano, o contato com o pobre, o sofredor, o encacerrado. É o critério da salvação cristã e a caminhada quer aproximar isso”, frisou.

Foto: Ed Santos/Acorda Cidade

O médico Rinaldo Barros, que integra a comissão organizadora da 10ª Caminhada do Perdão e a Comissão de Saúde, destacou sobre o percurso ser menor este ano e as alterações no trajeto.

Foto: Ed Santos/Acorda Cidade

De acodo com ele, a mudança foi pensando no tempo que o evento tem, associado ao esforço que muitas pessoas faziam.

Foto: Ed Santos/Acorda Cidade

“Tomou-se a decisão de trazer para um trajeto mais curto, mais amplo sem a necessidade de subir uma ladeira, com mais inclusão, acessibilidade, idosos poderem estar acompanhando até o final. Tínhamos pessoas passando mal pelo tempo, pelo sol, pelo esforço físico já mais para o final do trajeto”, disse.

Foto: Ed Santos/Acorda Cidade

O médico relatou que o evento contou com toda a estrutura da Saúde, com o apoio da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) e também três equipes volantes, da comissão, com médicos, socorristas e enfermeiros para dar todo suporte aos participantes.

Acorda Cidade

recentes