Ministro da Educação nega interferência de Bolsonaro em prova do Enem

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) – O ministro da Educação Milton Ribeiro negou nesta terça-feira (16) que o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) interfira nas provas do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio).

Na segunda-feira (15), no fórum de investimentos em Dubai, nos Emirados Árabes, o chefe do Executivo comentou a demissão em massa de mais de 30 servidores no Ministério da Educação às vésperas do Enem e disse que a prova começa a ter “a cara do governo”. As demissões ocorrem em meio a denúncias de censura no conteúdo da prova.

Questionado, Ribeiro declarou ser necessário perguntar ao presidente o que ele quis dizer quando afirmou que a prova começaria a ter “a cara do governo”, mas ponderou diversas vezes que a prova tenha questões técnicas e não de “cunho ideológico”.

“Essa é uma pergunta que caberia bem a ele responder, porque ele nunca me pediu nada, nunca sugeriu nada. Então, eu simplesmente estou aqui para desfazer uma narrativa. Ele falou a ‘cara do governo’ porque é o nosso governo. Nós temos feito da melhor maneira possível”, afirmou.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui