sábado, maio 18, 2024

Morro do Chapéu ganha título de Capital do Vinho da Chapada Diamantina

Um lugar que recebeu os primeiros experimentos de plantações de uva há mais de uma década, a cidade de Morro do Chapéu ganhou um reconhecimento importante: o título de ‘Capital do Vinho da Chapada Diamantina’. A concessão foi sancionada nesta quinta-feira, 2, pelo Governo do Estado.

A legislação aprovada prevê ainda, a realização do Festival do Vinho anualmente na Bahia, no mês de agosto. e reconhece o evento como uma manifestação cultural de interesse social e turístico para o município de Morro do Chapéu. As publicações foram realizadas na edição do Diário Oficial do Estado desta sexta-feira, 3.

O deputado Pedro Tavares (União Brasil), responsável pelo projeto de lei, justificou a proposta com a história do cultivo de uvas viníferas em Morro do Chapéu, que começou a se desenhar em 2008, quando a ideia de produzir vinhos finos localmente surgiu.

Em 2009, um termo de cooperação técnica foi firmado, permitindo a instalação de um campo experimental com 12 variedades de uvas viníferas. Atualmente, a cidade conta com cinco vinícolas, das quais três estão abertas à visitação, proporcionando uma experiência única de enoturismo.

“O enoturismo, que envolve a exploração do universo dos produtores de vinho, tem impulsionado o turismo em Morro do Chapéu”, observou o parlamentar, no documento. “Os visitantes têm a oportunidade de passear pelos vinhedos, conhecer a história e tradição locais, aprender sobre os processos de elaboração do vinho e desfrutar de experiências gastronômicas e culturais únicas”, acrescentou ele.

Além deste reconhecimento, o governador Jerônimo Rodrigues sancionou mais 17 leis concedendo títulos de capitais estaduais, estabelecendo datas comemorativas e nomeando prédios e logradouros públicos em várias cidades.

A Tarde

recentes