sábado, julho 13, 2024

MPF pede R$ 128 milhões em indenizações por conta da morte de Genivaldo

O Ministério Público Federal (MPF) de Sergipe pediu à Justiça que a União pague R$ 128 milhões em indenizações por conta da morte de Genivaldo de Jesus Santos, trancado no porta-malas de uma viatura da Polícia Rodoviária Federal e obrigado a inalar gás lacrimogêneo, em 25 de maio de 2022.

A procuradora da república Martha Carvalho Dias de Figueiredo recomenda que a quantia seja destinada a um fundo de políticas sociais antirracistas. As informações são do G1. O pedido atende a uma Ação Civil Pública ajuizada pela Educafro Brasil (Educação e Cidadania de Afrodescendentes e Carentes) e Centro Santo Dias de Direitos Humanos, com o objetivo de trazer a reparação de dano moral coletivo e dano social sofridos pela população negra e pelo povo brasileiro de modo geral.

Em janeiro, o Ministro da Justiça e Segurança Pública, Flávio Dino, determinou o pagamento de uma indenização para a família de Genivaldo.

No entanto, de acordo advogados da família, desde o ano passado acontecem reuniões com a Advocacia Geral da União, mas ainda não houve um acordo com relação ao valor.

Por redação BNews com imagem de reprodução

recentes