O BOING-777 estava lotado, quase sessenta e dois mil habitantes. Os dois pilotos entraram na cabine e trancaram a porta:
– É só nós dois na área, piloto 25, vamos que vamos.

– Deixa comigo piloto 44 e vamos nessa.

No compartimento, onde estavam os dois pilotos, constavam todos os instrumentos de controle e de navegação aérea. O piloto 25 falou:
– Piloto 44 pegue o seu projeto de governo, ou errei, peço perdão, o plano de viagem e vamos lá.

– Piloto 25! Eu esqueci de trazer o meu plano, mas vamos usar aquele plano de viagem que você fez nas coxas e vamos tocar o barco.

– Só tem nós dois mesmo, vamos lá. Ô piloto 44! O comando é nosso, suspenda essa alavanca aí, que eu suspendo a de cá e a gente vai ver o que acontece.

– Ô, seu 25! E o povo que a gente ta carregando, não vai ser avisado não?

– Lá em cima a gente dá um freio de arrumação e fica tudo no lugar certo. Ta entendendo 44?

– E esse trem aqui tem freio, seu 25?

– Olha seu 44, eu nem sei se tem, mas faz de conta que tu é vaqueiro e mete a espora que o bicho empaca.

O avião subiu de bico, em perpendicular e entrou na área de Educação. Passou retado por Quixabeira, Pintadas, Pé de Serra, Baixa Grande, Capela:
– Tô botando prá lá 44, ta tudo ficando prá trás, lá se vai Mairi, lá se foi Varzea da Roça, to apilando tudo 44.

– Ô 25! Botá prá lá e do lado cá eu vou apilando também, lá se foi São José, Varzea do Poço, Nova Fátima. Tamo brocando tudo. Qual é a nossa posição agora?

– Nesse momento nós somos o 5.329 no Brasil e o 348 no Estado. Vixe 44! O bom é ta em cima ou em baixo?

– Agora você me pegou 25, parece que a gente ta lascado e é culpa de seu tio.

– Alto lá 44, meu tio não! Ele pode ser tio dessa desgraceira toda, mas meu não, agora, aqui prá nós dois, não comente com ninguém, Ipirá ta lascado; agora, eu vou salvar Ipirá, vamos intensificar a construção de colégios de grande porte; vou fazer a Central de Merenda Escolar; Escola Agropecuária; uma Escola Parque.

– Pense num sujeito esperto? É você 25! Tu não ta vendo que as crianças vão ficar com as tripas roendo por dentro. A merenda não vai chegar no horário ou vai chegar fria. Onde é que tu vais fazer Escola Parque? Onde é que tu vais fazer Escola de Agropecuária se Ipirá não consegue nada que preste do governo estadual? Nisso aí, tu ta voando, agora, você foi muito esperto na questão da Universidade Pública, porque você disse que não serão medidos esforços no sentido de viabilizar a instalação de um núcleo; aí o 25 vai ficar numa canseira daquelas de tanto esforço.

O avião fez uma curva e entrou em outra nuvem de área especial, a Saúde, evidentemente, que na curva a população que vinha dentro se desmantelou. “Uiuiuiuiuiui!” Foi o grito que se ouviu na cabine.
– E agora 25? Será que tem gente necessitando de atendimento de saúde nessa cidade? Vamos fazer a fila.

– Qolé negócio de fila 44! Vamo trazer as duas ambulâncias SAMU do 44 que o atendimento é imediato.

– Esqueça isso 25! Essas ambulâncias não saem da garagem, um ponto é pacífico, sem mais discussão, a aquisição de uma UTI móvel 25, no seu dizer. Tem duas 44 e você quer uma 25, só serve uma 25. Duas na mão e uma voando, imagina um treco desse? Aqui, prá gente 25, esse Ipirá não vai não!

– Ô 44, fica na tua! Veja quem foi que a gente apilou e botou pra comer poeira na saúde?

– Ô 25! Na saúde, estamos em 5.374 no Brasil e 331 no Estado. Nós levamos foi taca, taca, quem botou brocando na gente foi Nova Fátima, Varzea do Poço, Quixabeira, São José, Varzea da Roça, Mairi, Pé de Serra, Pintadas, Serra Preta, Capela, Baixa Grande e por culpa do teu tio que municipalizou o hospital.

– Ôpa! Alto lá 44, meu tio não, tio de vocês lá! Isso aconteceu porque vocês do 44 centralizaram a saúde. Eu vou fazer a saúde de Ipirá, vou fazer o Centro Médico Pediátrico, um Centro de Diagnóstico, unidades móveis de saúde. Eu sou o bom, viu seu 44.

– Ora, seu 25! Essas unidades móveis de saúde nós já temos e prestamos um bom serviço, todo dia é um vai e vem, Ipirá para Feira, se não tiver jeito para Salvador; agora nós fizemos UPAS, PSF e você seu 25 só vai fazer é a clínica do seu tio.

– Do meu tio, não! Fale a verdade seu 44! Eu to preocupado é com a Praça da Bandeira, vou deixar um brinco, vou pintar o meio-fio de branco, comigo é paz e água fresca; o cagadouro de Dió, eu vou deixar lá para a podridão de vocês; vou fazer uma Concha Acústica no lugar da escolinha e vai ser um dia festa e no outro também. Vai dá tudo certo, que até médico e advogado vão deixar a profissão para vender latinha de cerveja nas nossas grandes festas. Vai ficar tudo rico, não é verdade doutores advogados Zé Carlos e Murilo?

– Eu também estou preocupado com a Praça da Bandeira, viu seu 25! Meio-fio eu vou pintar de verde. Nessa Concha Acústica sua eu vou botar é um Paredão prá tocar de manhã, à tarde, à noite e de madrugada. Você não vai perguntar aos moradores da Praça da Bandeira e ao povo da Igreja se eles vão aceitar essa Concha no lugar da escolinha, não? Pois é! Você chama os cagadores de cá de podridão e eu vou deixar o cagador de Dió prá vocês cagarem e mijarem nas festas. E por falar em festa, eu quero ver se eu faço uma pista de vaquejada nesta praça, para o dia 7 de Setembro. É um dia só, eu acho que os moradores vão aceitar. Agora, o teu tio…

– Opa, opa 44! Acabou seu tempo, é nóis na parada! Você vai arrochar o povo do lado de lá e eu vou apilar do lado de cá, ninguém vai dá vez prá perguntar nada prá povo da praça. Fica na tua, 44! E você já viu povo arrochado e apilado perguntar coisa nenhuma? Fica na tua 44! Agora, você não venha prá cá falar de meu tio não, porque isso não ta certo, viu seu 44! E você vai ver é agora, seu…

Na cabine, trançaram-se os pilotos 25 e 44. O avião está em grande altura, alta velocidade e sem os pilotos. A nossa posição não é nada confortável, nossa nota é 0,5140, somos o 4.819 município do Brasil, entre 5.508 municípios. No que se refere ao Estado da Bahia, somos o 191 entre 415 municípios. Foi assim que deixaram Ipirá.

Nosso desenvolvimento é considerado baixo na saúde; regular na educação e moderado em emprego e renda. Nossa população está sendo apilada e levando taca, muita taca.

Postado por Agildo Barreto