sexta-feira, fevereiro 23, 2024

Nº de ‘gatos’ energia removidos na Bahia cresce 11%; eletricidade furtada abasteceria Feira de Santana por 45 dias

O número de ligações clandestinas de energia elétrica removidos pela Companhia de Eletricidade do Estado da Bahia (Coelba) cresceu em 11% em toda a Bahia. O comparativos de desligamentos dos chamados “gatos” são referentes aos primeiros trimestres de 2023 e 2022.

Ao todo foram 31.236 ligações irregulares de energia identificadas e suspensas em todo o estado de janeiro a março. Segundo a Coelba, foram furtados 92 milhões de quilowatt/hora de eletricidade: o suficiente para abastecer Feira de Santana, segunda maior cidade do estado, durante 45 dias.

A concessionária detalhou que esse volume significa que, em média, 347 fraudes foram encontradas pelos profissionais da distribuidora por dia, no primeiro trimestre do ano. Em 2022, 28.584 ligações clandestinas foram desligadas no mesmo período.

Para evitar que o furto de energia seja feito, a Coelba tem feito a troca dos medidores, que deixam de ser instalados nas fachadas ou dentro dos imóveis, e passaram a ficar conectados aos postes das distribuidoras e permitindo a telemedição.

Com isso, os equipamentos podem ser acompanhados remotamente para executar serviços e identificar interferências na medição. Até então, 34 mil medidores de energia elétrica com defeitos ou obsoletos foram substituídos por novos.

O furto de energia é tem pena de até a oito anos de reclusão pela prática ilegal, além de apresentar riscos para a segurança. As denúncias podem ser feitas anonimamente por meio do 116 ou pelo site da Coelba na parte de Serviços, na aba Denúncia de Irregularidade.

Do g1 Bahia

recentes