O Conselho Comunitário de Segurança de Ipirá – CONSEG vem a público repudiar os ataques sofridos nas redes sociais pelo padre Roquelino Lomes, através de determinados eleitores do município, após a realização do Debate Eleitoral promovido pela Paróquia em parceria com o CONSEG no último sábado (31).

Após a realização do Debate, alguns eleitores postaram ofensas a instituição religiosa e ao padre, por entenderem que o debate teria que ser acirrado e não da forma como foi conduzido. O procedimento destes eleitores ultrapassa os limites do bom senso e respeito para com a pessoa do religioso.

Para a realização do evento, foi criada uma comissão organizadora composta por membros da Paróquia e do CONSEG. Todas perguntas elaboradas pela comissão foram avaliadas por um corpo jurídico e aprovadas pelos membros das coligações. No entanto, a insatisfação destes eleitores girou em torno de um debate mais caloroso entre os candidatos, o que não aconteceu, até porque, o objetivo era evitar um confronto direto entre os candidatos, já que os ânimos estão bastantes acirrados.

Ao CONSEG, cabe a nobre missão de contribuir com a Segurança Pública do nosso Município e não aceitar que a imagem e a honra do padre Roquelino sejam atacadas de forma covarde e rasteira. Os comentários maldosos, tratam-se de uma violência política que atinge a toda sociedade ipiraense e devem ser rechaçados.

Vivemos em um país democrático, mas quando essa liberdade passa a atacar o seu semelhante de forma cruel por motivos fúteis, é bom que sejam lembrados os ART. 138, ART. 139 E ART. 140 DO CP.

Marluce Almeida da Silva

Presidente do Conselho Comunitário de Segurança Pública – CONSEG

COMPARTILHE
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •