quarta-feira, maio 29, 2024

Os principais marcos do conflito da guerra na Ucrânia em um ano

O presidente dos EUA, Joe Biden, fez uma visita surpresa a Kiev, na Ucrânia, pela primeira vez desde o início da guerra e poucos dias antes do aniversário de um ano da invasão russa. Em seu discurso ao lado do presidente Zelensky, Biden elogiou a coragem da Ucrânia durante o conflito, enquanto as sirenes de ataque aéreo soavam do lado de fora da Catedral de Cúpula Dourada de São Miguel, informou a BBC.

Este ato de solidariedade ocorre em um momento crítico, já que a guerra está aumentando e as nações ocidentais estão enviando armas, tanques e munições para a Ucrânia na esperança de combater o poder da Rússia. A visita pessoal de Biden é um grande gesto simbólico de apoio americano a Zelensky, e o chefe de estado americano a reforçou com um número impressionante: os EUA fornecerão à Ucrânia um novo pacote de ajuda militar no valor de 500 milhões de dólares.

Em uma declaração conjunta na TV, ao lado de Biden, Zelensky disse: “É a visita mais importante de toda a história das relações EUA-Ucrânia”, acrescentando que “sublinha os resultados que já alcançamos”.

A invasão da Ucrânia pela Rússia começou em 24 de fevereiro de 2022. Quase um ano depois, dezenas de milhares de pessoas de ambos os países, muitos deles civis, morreram. Uma proporção significativa da infraestrutura de habitação, transporte e setor industrial da Ucrânia foi danificada, e o conflito provocou a maior crise de refugiados da Europa desde a Segunda Guerra Mundial.

Enquanto o mundo se prepara para o marco de 12 meses desde o início dessa guerra brutal, é hora de fazer uma pausa e refletir sobre alguns dos trágicos eventos ocorridos no ano passado.

Na galeria, relembre os principais acontecimentos da Guerra na Ucrânia – mês a mês.

recentes