Paraíba do Acordeom, uma das maiores lendas do forró em Ipirá

308

Cícero Limeira Alves, popularmente conhecido por Paraíba do Acordeom, natural de Serra Talhada em Pernambuco, chegou a Ipirá em 1973, onde construiu família e história na música, conquistando o carinho do povo através do seu espirito alegre.

Recém chegado a Ipirá, o tecladista Paraíba fez parte da banda BS7 e depois descobriu na sanfona s verdadeira origem dos também pernambucanos Luís Gonzaga e Dominguinhos.

Ao lado de Chico Moita e Zezito Formigão, Paraíba adotou o forró e mais tarde se tornou uma das maiores lendas vivas neste gênero em Ipirá. Após criar a Banda Mel de Uruçu, tendo no grupo musical os filhos Ronaldo nos teclados, Renan na guitarra e acordeon, Juruna na bateria, a nora Ludmila no vocal e Nil no contra-baixo, a banda ganhou projeção em toda Bahia.

 A morte do filho Nil em um trágico acidente abalou Paraíba, mais não lhe tirou o brilho de artista.

Ao lado de Isaac Reis, Tranquilo dos 8 Baixos, Kinka dos 8 Baixos, Zé Henrique, Carlito Bananeira, Xoxó dos 8 Baixos, Raimundo Sodré, Verlando Gomes e Galeguinho, Paraíba foi, é e será uma das maiores fontes de inspiração para o gênero forró em Ipirá e região.

A Banda Mel de Uruçu do mestre Paraíba do Acordeom segue neste São João 2022 como uma grande atração  dos festejos em grande parte da Bahia.

Caboronga Notícias com imagem do Facebook