Em um vídeo postado nas redes sociais do presidente da Assembleia Legislativa, Ângelo Coronel (PSD), cujo político banca uma de apresentador de um Talk Show que até apelidou de Tete a Tete com Coronel, o secretário da Educação da Bahia e senador licenciado Walter Pinheiro (sem partido), fez mistério sobre a sua disposição de enfrentar a eleição de 2018 e qual partido rumar. O mistério de Pinheiro é recorrente desde quando decidiu sair do PT.

O político cravou que até setembro deve decidir onde vai se filiar e confirmou conversa com quem chamou de “general” do PSD, senador Otto Alencar.

Quando questionado pelo presidente da Casa se em 2018 se seria candidato a governador, deputado federal, reeleição ao senador ou “penduraria as chuteiras”, Pinheiro riu. Afirmou que governador não está em seus planos e que desde 2010 decidiu que não seria mais postulante a deputado federal, contudo, desviou ao mencionar o senado.

Relembrou que o Senado apareceu por “sorte” em 2010, pois o candidato da chapa seria César Borges, mas de última hora, o ex-governador desistiu e ele entrou no mês de junho daquele ano para fazer a dobradinha com a senadora Lídice da Mata (PSB).

“A disputa de 2018 está um pouco longe. Não sei se saiu de vez de cargo eletivo ou se ainda coloco meu nome a disposição. Por enquanto meu partido se chama PE, partido da educação. Depois aí tenho que me resolver até setembro deste ano… Tenho conversado com algumas pessoas, não com o Coronel, mas até com o General lá, com Otto Alencar, mas acho que as conversa tem andado bem, tem fluído, mas temos que ter calma”, disse.

Coronel ainda insiste na filiação partidária e no caminho que Pinheiro deve seguir, o secretário da Educação diz que é do PE, que já tem um P, mas que vai estudar se o partido que irá terá mais uma letra ou mais duas. “Quero discutir um partido onde eu entre para ajudar a construir e não naquela história de entrar exclusivamente para concorrer eleição”.

Por Victor Pinto | Fotos: Arquivo Bocão News e Reprodução

COMPARTILHE
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •