PM-BA vai implementar projeto de avaliação psicológica preventiva para evitar surtos

A Polícia Militar da Bahia anunciou, nesta terça-feira (20), medidas para manter a saúde mental de soldados. Após casos de violência e de surtos da tropa, será implementado o projeto de avaliação psicológica preventiva para todos os candidatos aos cursos de progressão na carreira, inclusive aqueles que ainda não iniciaram as aulas em 2021. Cerca de 2.300 policiais militares passarão por essa avaliação esse ano.

A nova medida é anunciada semanas após a morte do soldado Wesley Soares, de 38 anos, em Salvador. No último dia 28 de março, em um momento de surto psicótico, ele foi até o Farol da Barra armado e acabou sendo alvejado após efetuar disparos na direção dos policiais que faziam o cerco ao local. Segundo a SSP-BA, ao menos 10 tiros foram disparados. Ele foi encaminhado para o Hospital Geral do Estado (HGE), mas não resistiu aos ferimentos.

A PM-BA também anunciou a convocação de mil novos soldados que foram aprovados no último concurso. Segundo o comandante-geral da corporação, coronel Paulo Coutinho, os candidatos aprovados serão chamados no segundo semestre de 2021.

Por Redação BNews com imagem do arquivo