A PM (Polícia Militar da Bahia) interrompeu na noite de ontem, 26/3, uma festa clandestina de uma casa de eventos com mais de 200 jovens no bairro Santa Mônica, em Salvador (BA).

O local foi interditado e equipamentos sonoros foram apreendidos. A polícia não informou se os participantes foram detidos. A operação, batizada de Sílere, foi realizada em parceria entre a PMM e Sedur (Secretaria de Desenvolvimento Urbano), do governo do estado da Bahia. A operação foi noticiada primeiramente por sites e jornais locais.

De acordo com a Sedur, o público da festa clandestina interditada era formado por jovens. A maioria deles não utilizava máscaras, ainda segundo a secretaria. A ação faz parte de uma medida do governo de tentar combater a poluição sonora no estado.

Medidas restritivas estão em vigor na Bahia para tentar conter a disseminação do coronavírus. Entre essas medidas, está a proibição de eventos e atividades, independentemente do número de participantes que envolvam aglomeração de pessoas em todo o estado.

O governo também instituiu um toque de recolher que proíbe a circulação de pessoas a partir das 18h até as 5h do dia seguinte. Ontem, de acordo com boletim epidemiológico divulgado pelo governo, o estado registrou 155 mortes em decorrência da covid-19. Trata-se do maior número diário desde o início da pandemia que já registrou mais de 14,8 mil mortes e 788 mil casos.

Fonte: bol.com.br

COMPARTILHE
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •