A iniciativa do Instituto de Formação de Líderes de São Paulo (IFL-SP) de promover produtos e serviços sem o repasse de impostos no valor final está fazendo sucesso. De acordo com a coluna Painel S.A, da Folha, na última terça (04), a ação num posto de gasolina paulistano atraiu mais de 300 clientes que fizeram fila desde a madrugada para abastecer a R$ 1,89 o litro. O preço normal estava em R$ 4,19.

Para Georges Ebel, presidente do IFL, o projeto —que faz parte da Semana da Liberdade de Impostos e inclui bar, hamburgueria e lavanderia— demonstrou o impacto que a carga tributária pode ter no poder aquisitivo dos brasileiros. “Poucas pessoas se dão conta de que tudo o que compramos no nosso dia a dia, desde a energia elétrica até remédios, passando por alimentos e combustível, têm impostos embutidos no preço final. Tamanha carga impacta diretamente no poder de consumo das famílias, que poderiam adquirir produtos e serviços muito mais baratos”, diz Ebel à coluna.

Por: Folhapress com imagem de reprodução