Reformas e revitalização ou obras de imposição e falta de vergonha?

O que são Praças?

As praças embelezam e humanizam a cidade, são refúgios contra stress e locais de socialização. São áreas que favorecem o contato com a natureza. Nestes espaços públicos as crianças e adultos estreitam laços sociais, desenvolvendo inter-relações que proporcionam saúde física e psicológica para seus transeuntes. Além de recreativas, algumas praças tornam-se centros comerciais, importantes no desenvolvimento financeiro e econômico de algumas cidades.

Atualmente duas praças principais de Ipirá encontram-se em processo de reformas. São elas: PRAÇA SÃO JOSÉ e PRAÇA JOSÉ LEÃO DOS SANTOS (Praça de Eventos).

Praça São José, foto de março 2017, antes da reforma

PRAÇA SÃO JOSÉ, OU PRAÇA DA FALTA DE VERGONHA?

Praça São José – Umas das primeiras praças da cidade, de Ipirá (BA), possuidora (era) de grande valor histórico. Praça tranquila, sossegada, que segundo muitos dos moradores consultados, deveria apenas ser restaurada em seus passeios e conservação de árvores e flores. Vale lembrar que nesta praça concentra-se os principais empreendimentos comercias dos principais políticos do Grupo ‘jacu’ (grupo do prefeito Marcelo Brandão), destacando-se entre os empreendimentos do Grupo, clínicas médicas, laboratórios de análises clínicas, colégio, etc.

A primeira obra da administração atual (Marcelo Brandão), foi cercada em março de 2017 e continua até hoje (janeiro 2019). A obra da praça (que era considerada histórica), encontra-se já com quase dois anos de enrolação, embora a obra seja pública (do povo de Ipirá), pago com dinheiro do contribuinte ipiraense, ninguém jamais viu o projeto de construção da citada praça, não foi feito qualquer debate ou consulta pública se o povo queria esta obra, se esta requalificação seria uma prioridade para o município, etc. Embora seja uma obra paga pelo povo, em tal obra consta uma placa, na qual não informa o valor da construção, nem quando ela será concluída.

Praça São José, foto atual , janeiro de 2019

Além das placas de madeira, já estragadas pela ação do tempo, o trânsito no local em horário de pico, tem causado sérios problemas a motoristas e pedestres. Moradores e comerciantes do local encontram-se revoltados.

“Nos envergonhamos de uma gestão que tanta expectativa criou e de resto só decepção”, disse uma moradora da referida praça, concluindo: “Já são quase dois anos que estamos com está praça interditada. Geralmente sempre com muito lixo, além de que visualmente acabou com a praça”, disse uma moradora do local.

“Os pequenos comerciantes deste local estão desesperados, pois os transeuntes evitam passar por aqui”, disse outra moradora do lugar, que pediu para não ter o nome divulgado, concluindo: “A praça está cercada, cada buraco que aparece no cercado, eles logo tapam. Cadê os vereadores? Os vereadores do município parece que nunca visitaram o lugar, nos moradores não temos acesso a construção. Só nos resta a rezar e pedir a Deus que esteja havendo a preservação total das árvores e plantas existentes na praça”, concluiu a moradora.

Atualmente, em novembro de 2018, o prefeito do município, o advogado e ex-radialista, Marcelo Brandao (DEM), assinou uma ordem de serviço (Carta Convite Nº 006/2018), onde dois trechos, dentre outros, reza:

OBJETO – Contratação de empresa para execução de obras e serviços de Engenharia para conclusão da requalificação da Praça São José.

PRAZO DE EXECUÇAO – O prazo de execução dos serviços será de 04 (quatro meses), tendo início a partir da data de emissão da Ordem de Serviço ou documento equivalente. Este prazo poderá ser estendido durante toda a vigência do contrato (27/11/2018).

Praça São José, foto atual , janeiro de 2019

A ordem de serviço, bastante reduzida, não fica claro, mas tudo indica que a Biblioteca, principal obra da requalificação da praça São José, alardeada e aclamada pelo prefeito, não consta da ordem de serviço. Levando a análise que a praça poderá ser entregue sem a finalização da citada biblioteca, onde só Deus saberá quando ela será finalizada.

Nesta segunda-feira (07), falaremos sobre a praça José Leão dos Santos (Praça de Eventos).

Por Orlando Santiago Mascarenhas
www.ipiranegocios.com.br