O promotor de Justiça Fábio Nunes Bastos Leal Guimarães, do Ministério Público da Bahia (MP-BA), em Morro do Chapéu, na Chapada Diamantina, recomendou que o prefeito Leonardo Rebouças Dourado Lima (PR) e o presidente da Câmara Municipal anulem as contratações, no prazo de 20 dias, de pessoas ligadas ao alcaide, à vice-prefeita, a vereadores e a servidores municipais.

“Fica ciente de que a presente providência tem natureza recomendatória e premonitória, no sentido de prevenir responsabilidade civil e administrativa, a fim de que no futuro não se alegue ignorância quanto à extensão dos fatos noticiados”, finaliza o documento emitido no dia 7 de fevereiro.

Consta no site da prefeitura do município que Ana Lúcia Dourado, mãe do prefeito, ocupa a Secretaria de Educação, e Catarina Dourado, prima em primeiro grau de Leonardo, a Secretaria de Governo. De acordo com o site Morro Notícias Sem Censura, José Ricardo Pinheiro Gomes, que comanda a pasta de Serviços Públicos, Obras e Transportes, é esposo de Catarina.

As informações são do Bocão News.