O prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), decretou estado de emergência e anunciou o fechamento de todos os shoppings e empreendimentos correlatos da cidade, a partir de sábado, 21. A medida valerá por 15 dias e poderá ser prorrogada. Neto adiantou ainda que quer interditar praias da capital, mas o assunto ainda será discutido com o governo.
“A minha disposição é promover a interdição completa das praias mais frequentadas pelos banhistas, mas precisamos saber a capacidade da Guarda Municipal e a disposição da Polícia Militar para nos ajudar. Vou pedir apoio ao governo do Estado, mas este é o desejo da prefeitura”, afirmou.
Em entrevista coletiva realizada nesta quarta-feira, 18, o gestor municipal informou novas ações para evitar a propagação do novo coronavírus.
De acordo com o prefeito, houve consenso em relação ao fechamento dos empreendimentos, em reunião com dirigentes de shoppings e lojistas. Clínicas localizadas dentro dos estabelecimentos, entretanto, continuam autorizadas a funcionar.
O decreto de estado de emergência será publicado na quinta-feira, 19, no Diário Oficial do Município. O prefeito informou ainda a suspensão do funcionamento do Elevador Lacerda e do Mercado Modelo.
“Vocês tem acompanhado desde o início a nossa preocupação de antecipar as decisões para momentos anteriores aos fatos, para que os fatos sejam menos graves do que aqueles que acompanhamos mundo afora”, declarou.
Serviços da prefeitura considerados não imprescindíveis, como as prefeituras-bairro e o Serviço Municipal de Intermediação de Mão-de-obra (SIMM), também serão suspensos.
Fonte: A Tarde – Rodrigo Aguiar