A prefeitura de Feira de Santana já arrecadou este ano mais de R$ 67 milhões do Imposto sobre a Propriedade Predial e Territorial Urbana (IPTU), superando o total arrecadado em todo o ano de 2018. Segundo o secretário da Fazenda Expedito Eloy, a previsão é que o valor da arrecadação deste ano fique ainda maior, já que o mês de dezembro costuma ser um dos melhores para arrecadação do IPTU.

“A gente está com 2019 em curso e não tem como fazer um paralelo final, pois muita gente paga o IPTU com 13º salário e a arrecadação de dezembro é sempre uma das melhores. Hoje quando a gente traça um paralelo com toda a receita de IPTU que venceu em 2018 com relação ao de 2019, a gente já pode antecipar que houve um crescimento real. Arrecadamos em torno de 67 milhões de reais de receita, que é o IPTU que vence dentro do exercício, não está incluso a dívida ativa do IPTU”, explicou.

Segundo o secretário, o crescimento foi acima da inflação e o prefeito Colbert Martins da Silva Filho está satisfeito com os resultados. Expedito Eloy acredita que a boa arrecadação é o reflexo da satisfação da comunidade com relação ao trabalho da gestão municipal.

“Nenhum outro imposto dá tanto trabalho para se cobrar quanto o IPTU. Quando o cidadão não vislumbra obras, não vislumbra o trabalho do gestor, ele se inibe e cai a arrecadação e isso não acontece em Feira de Santana. A maior prova da boa administração é esse retorno que vem através do recolhimento desse tributo”, disse.

Com informações do repórter Paulo José do Acorda Cidade