Já é uma constante ser publicado no Diário Oficial da Prefeitura de Baixa Grande, resultado de pregão como DESERTO, ou seja, nenhum fornecedor compareceu ou ofereceu proposta. Só nesta segunda-feira (29) aconteceram dois decretos desertos dos pregões presenciais de nº 022 e 024 de 2016.

Em momentos de crise em que o comercio tem que ir atrás do cliente pra vender seus produtos serviços é estranho como os comerciantes não queiram vender a Prefeitura de Baixa Grande. Há muito tempo que vários estabelecimentos comerciais de Baixa Grande deixaram de participar das licitações. Alguns foram questionados sobre os motivos e alegam que muitas vezes, as licitações demonstram cartas marcadas e em outros casos, os vencedores demoram até 10 meses pra receber, comprometendo assim a circulação financeira no comércio local.

No inicio da gestão Pedro Lima Neto os produtos da agricultora familiar local eram adquiridos pra merenda escolar. Com a demora no pagamento, diversos agricultores e deixaram de fornecer a prefeitura. Com isto, boa parte dos produtos da pra merenda escola, são adquiridos de grandes plantações, onde não se verifica suas origens, podendo com alto teor de inseticida agrícola.

Fonte: Bacia do Jacuípe