Prestes a completar um ano de falecimento, o médico, ex-vereador, ex-secretário municipal de Saúde e ex-prefeito de Ipirá, Ademildo Sampaio Almeida (PT), até então sequer recebeu qualquer homenagem por parte da Câmara de Vereadores ou do Executivo Municipal, denominando um logradouro público com o nome do profissional e político que dedicou grande parte de sua vida à sua terra natal.

Ademildo Almeida disputou em Ipirá cinco mandatos de vereador, obtendo quatro vitória e uma derrota, também foi candidato a deputado estadual, onde não conseguiu números suficientes para ocupar uma cadeira no Legislativo Estadual. Por último, saiu candidato a vice-prefeito na chapa encabeçada pela candidata Ana Vereda Colonnezi, conseguindo conseguiu se eleger.

Com a renúncia da prefeita Ana Verena em fevereiro de 2013, Ademildo realizou o sonho de se tornar prefeito de Ipirá, numa administração que enfrentou muitas barreiras, fruto de alianças políticas que o impediram de realizar o governo dos sonhos.

O petista, que se afastou das funções em 11 de agosto do ano passado para tratar um tumor maligno no estômago. Quem assumiu o cargo foi o presidente da Casa, vereador Aníbal Ramos Aragão. A licença de três meses foi renovada por mais três meses se encerrou em 11 de fevereiro daquele ano, quando Ademildo Almeida retornou ao cargo de prefeito do município de Ipirá.

Com o agravamento da situação, o prefeito Ademildo Almeida (PT), voltou a licenciar-se do cargo por mais 90 dias, período correspondente de (26/04 à 26/07/2016). Durantes todos estes períodos de licença médica, os destinos do município de Ipirá, foram geridos pelo vereador e presidente da Câmara, Aníbal Ramos Aragão. O retorno do prefeito licenciado, se daria no próximo dia (26 de julho de 2016). Porém, faltando 23 dias para o término da licença, na noite do dia (03) de julho, o então prefeito licenciado Ademildo Sampaio Almeida veio a falecer às 19h40 em Salvador, onde estava sendo submetido à tratamento médico.

Caboronga Notícias