domingo, maio 19, 2024

Professores de cidade baiana terão 46 centavos de reajuste no salário

Os professores da rede municipal de Dias D’Ávila, na Região Metropolitana de Salvador, estão inconformados com o reajuste salarial sugerido pela Prefeitura da cidade. No último dia 5 de abril, a Câmara de Vereadores do município aprovou o Projeto de Lei enviado pelo executivo e no mesmo dia, o prefeito Alberto Pereira Castro sancionou a proposta. O menor reajuste será no valor de R$0,46 e o maior de R$ 1.396,33.
Desde a proposta foi aprovada, os professores se mobilizam para rever o reajuste e tentam negociar com a gestão pública. “Aprovaram sem dialogar com a nossa representação sindical. Foi um quebra pau lá na Câmara de Vereadores, são muitas arbitrariedades nesse município”, disse um professor da rede municipal ao G1 Bahia. Docente de Nível 3 por ter mestrado, ele receberá um aumento de R$105.
Confira os reajustes aprovados para os professores
Professores especial (sem formação) – reajuste de R$ 1.396,33;
Professores de Nível 1, a partir da Letra B (graduados) – reajuste de R$ 137 a R$ 1.396,63;
Professores de Nível 2 (especialistas) – reajuste de R$ 45,81 a R$ 311,55;
Professores de Nível 3 (mestres e doutores) – reajuste de R$ 105,76 a R$ 138,00.
O aumento de centavos ficou para os profissionais de Nível 1 (letra A).
O que diz a APLB
O Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Estado da Bahia (APLB-BA) disse, através de nota, que a categoria quer saber quais os critérios utilizados para alterar a tabela de cargos e salários.
“O governo tem realizado alterações recorrentes e arbitrárias na tabela salarial dos profissionais do magistério, muitas vezes desrespeitando a legislação vigente. Em uma alteração anterior, por exemplo, o nível inicial da carreira foi extinto e houve estagnação”, disse a nota enviada à TV Bahia.
O que diz a Prefeitura de Dias D’Ávila
Ao g1, a Prefeitura de Dias D’Ávila afirmou que a mudança não se trata de um reajuste salarial, mas de um “ajuste na tabela para adequação ao piso nacional”.
“Dentro de cada nível existem as letras de A à J, que são os enquadramentos por tempo de serviço. O profissional avança a cada 3 anos e há um reajuste automático de 3% sobre os seus vencimentos. Ao aplicar o ajuste, aconteceu de ter, apenas no nível 1 (letra A), reajuste de 0,46 no salário-base”. Ainda segundo a prefeitura, há apenas dois professores nessa categoria, ambos admitidos em 2023.
Ibahia

recentes