O surto de sarampo registrado no norte do Brasil e a confirmação de casos no Rio de Janeiro e no Rio Grande do Sul deixaram o país em alerta, uma vez que desde 2014 a doença havia sido erradicada. Paralelo a isso, circulam também nas redes sociais informações de que todas as pessoas com idade até 29 anos devem se vacinar contra o sarampo.

Em entrevista ao Acorda Cidade, Carlos Henrique Valverde, que responde interinamente pela rede de frio do setor de imunizações do município, esclareceu que a vacina contra o sarampo é a tríplice viral, que também imuniza contra a caxumba e a rubéola, cuja primeira dose deve ser ministrada, preferencialmente, às crianças de 1 ano, e de 1 ano e 3 meses, com a segunda dose.

“Além das crianças, pessoas de 12 a 29 anos devem ter duas doses da vacina comprovadas no cartão de vacinação, obedecendo a um intervalo de 30 dias entre as doses, e a partir dos 30 até os 49 anos, a pessoa deve receber uma dose, ou seja, os adultos também fazem parte do calendário vacinal”, explicou.

Campanha de vacinação

De acordo com o coordenador da imunização, a campanha contra o sarampo, caxumba e rubéola, por meio da aplicação da tríplice viral na população, ocorrerá entre os dias 6 e 31 de agosto, sendo que o dia D da campanha será o dia 18. Além da tríplice viral será aplicada também a vacina contra a poliomielite.

“O público-alvo são as crianças de 1 a 4 anos, 11 meses e 29 dias. A campanha não é somente para o sarampo, é também contra a poliomielite. O sarampo é uma doença infectocontagiosa, e a pólio também é de grande relevância, pois o indivíduo acometido pelo vírus da pólio, o vírus se instala no intestino, depois passa para a corrente sanguínea e começa a acometer o sistema nervoso, e o indivíduo começa a apresentar os sintomas da paralisia flácida”, informou Carlos Henrique Valverde.

Ele salientou ainda que a vacinação acontece rotineiramente em todos os postos de saúde do município. “A vacina tríplice viral, no ano passado, nós atingimos cerca de 16 mil pessoas entre crianças, adolescentes e adultos, e neste ano já atingimos uma média de 7 mil pessoas com a vacina tríplice viral. Está dentro do esperado da meta de cobertura vacinal durante o ano”, disse.

Com informações do repórter Ed Santos do Acorda Cidade. Foto: Divulgação/ Secom Feira