Na gestão passada foi fixada pela Prefeitura de Ipirá, uma placa fruto de convênio entre o município e o Ministério das Cidades, no valor de R$. 751.494,67 (Setecentos e cinquenta e um mil, quatrocentos e noventa e quatro reais e sessenta e sete centavos), para realização de calçamento em paralelepípedos nas seguintes ruas:

Travessa Paulo Souto, 1ª ,2ª e 3ª Travessa Monsenhor Alcides Cardoso, Rua Herval Pedreira, Rua Idelfonso Oliveira Silva, Rua Antônio Oliveira, 4ª Travessa Herval Pedreira, Rua Alice Cardoso, Rua Coronel Mendes, 4ª Travessa João Evangelista, 2ª Travessa João Evangelista, 2ª Travessa José Pereira Batista, 2ª Travessa Valeriano Cardoso, 3ª Travessa Joaquim Elias Madureira e Rua José Luiz dos Santos.

O valor desse convênio foi repassado ao município através da Caixa Econômica Federal. O mais estranho disso tudo, é que, na referida placa não determinava a data de início da obra, bem como o termino dela.

De acordo com moradores do Loteamento 7 de julho na região da Fundal e Centro Paroquial, algumas ruas que constam nessa relação descrita na placa sequer receberam qualquer benefício do valor deste convênio.

Será que todas as ruas acima descritas realmente receberam calçamento? Cabe agora a Secretaria Municipal de Infraestrutura, verificar in loco se realmente procede ou não o fruto deste convênio.

Caboronga Notícias

COMPARTILHE
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •