sábado, maio 18, 2024

Richarlison revela que estava ‘no fundo do poço’ e celebra psicóloga na seleção

Depois de 10 anos, a seleção brasileira volta a contar com auxílio psicológico. Sob a direção de Dorival Júnior, a equipe terá Marisa Santiago na comissão técnica ajudando os jogadores. A novidade foi motivo de vibração para o atacante Richarlison, que revelou nesta terça-feira ter parado no “fundo do poço” no fim de 2023 e que só conseguiu se reerguer graças a ajuda profissional.

Grave lesão, cobranças por queda no rendimento, tanto no Tottenham como na seleção, e um desentendimento financeiro com seu agente (rompeu relações), levaram Richarlison ao divã. DE volta às convocações, ele espera que tudo de ruim faça parte do passado, mas não esconde que revelar seus problemas fez bem a muita gente.

“Minha fala foi muito importante até para o pessoal da seleção. Quando cheguei aqui já vi a psicóloga, nunca teve isso antes aqui. Foi importante. E o carinho que recebi das pessoas, a gente sabe o preconceito que tem quando a pessoa fala que está procurando ajuda. Eu mesmo tinha esse preconceito, graças a Deus não tenho mais e como jogador da seleção, falo para procurar mesmo”, afirmou Richarlison nesta terça-feira, em Londres, onde a seleção encara a Inglaterra.

“A mim, particularmente, (a ajuda psicológica) salvou minha vida. De uma hora para outra, estava no fundo do poço”, revelou o atacante. “É importante. Só nós jogadores sabemos o tanto que a gente sofre. Não só dentro de campo, mas também fora.”

Marisa Santiago celebrou a fala de Richarlison e prometeu ajudar muito os astros do Brasil a superar as cobranças e voltarem a ter bons resultados. “É muito importante uma pessoa que é referência falar bem sobre o trabalho psicológico”, afirmou a profissional, que veio do Bahia para ajudar Dorival na equipe nacional.

“Isso nos dá credibilidade e a gente entende que todos nós ser humanos somos pessoas que buscamos procurar estratégias para superar nossas dificuldades e isso não é diferente com atletas, jogadores de futebol ou diversas áreas”, avaliou.

“Faz com que a gente perceba o quanto a psicologia tem sido desmistificada e buscada como tratamento para ajudar as pessoas numa alta regulação. Para os atletas é importante para terem bom desempenho e resultado e espero que possa fazer um bom trabalho”, disse. “É muito importante a seleção brasileira ter um psicólogo para poder ajudar os atletas.”

Com a cabeça no lugar, Richarlison espera resgatar o brilho na seleção brasileira já nesses amistosos contra Inglaterra e depois a Espanha, dia 26, no Santiago Bernabéu, para recuperar o espaço perdido no grupo. “Estou vivendo um lindo momento e quero construir minha história de novo.”

Estadão Conteúdo

recentes