Sem festa, município de Ipirá completa hoje 163 anos

O município de Ipirá, no Território da Bacia do Jacuípe, distante 202 km de Salvador, que completa nesta sexta-feira (20), 163 anos de emancipação politica, amanheceu sem motivos para comemorar a data.

Conheça um pouco da sua história

Ipirá desmembrou-se de Feira de Santana e foi automaticamente criada pela resolução provincial de n.º 520 em 20 de abril de 1855 com o topônimo de Santana do Camisão e pelo decreto Nº 7521 de 20 de julho de 1931, passou a chamar-se IPIRÁ, nome de origem indígena cujo significado é IPI – Rio e RÁ = Peixe, nome do rio que banha parte das nossas terras chamado Rio do Peixe.

Santana do Camisão, mais conhecido como “Camisão”, ainda hoje, divaga no terreno das especulações. Várias são as hipóteses que explicam a origem do topônimo “Camisão” e dentre elas, por apresentarem resquícios de logicidade temos:

O homem co Camisão 

Conta-se que teria existido um velho desterrado português que era proprietário de um rancho e que por sua hospitalidade para com os que aqui passavam e por vestir longas camisolas de algodão ficou conhecido por todos como O Homem do Camisão, originando-se assim o nome “Camisão”.

Do Coronel Camisão 

Outra hipótese é de que o nome “Camisão” originou-se do coronel Manoel Maria Camisão, entradista português homenageado pelo Governador Geral do Brasil ao dar seu nome ao aglomerado de ranchos aqui existentes. O mesmo é descendente do herói da retirada de Laguna durante a Guerra do Paraguai, Tenente Coronel Carlos de Morais Camisão.
Dessa como outra hipótese, não existe provas documentais.

Ipirá Localiza-se na Micro-Região homogênea e administrativa de Feira de Santana e do ponto de vista econômico na Região do Paraguaçu. Situa-se a 202 km da capital do Estado com altitude em torno de 330m. E limitação ao:

Norte – Pintadas e Pé de Serra.
Sul / Sudeste – Rafael Jambeiro
Leste – Riachão do Jacuípe, Serra Preta e Ipecaetá.
Oeste – Itaberaba, Rui Barbosa, Macajuba e Baixa Grande

Sua população segundo o último censo é de aproximadamente 61.746 habitantes. Sua densidade demográfica é de 20,41 hab. Por km², aproximadamente.

A área territorial do nosso município corresponde a 3.023,7 km².

Clima – Semi-árido (salubre e ameno)
Temperatura – Varia de 18º a 36º, tendo uma média de 26º
Período chuvoso – Fevereiro à abril, tendo entretanto, duas estações definidas: inverno e verão.
Pluviosidade anual – Média de 754 mm, mínima 157 mm e máxima 1560 mm. Sua área esta inserida no polígono das secas, por isso, sujeito a longos períodos de estiagem.
Tipo de solo – Latossolo vermelho amarelo distrófico e vertisolo.
Vegetação – Caatinga, mata, capoeira.
Relevo – É formado por planaltos e pequenas planícies: Serra das Vacas, Serra da Caboronga, Monte Alto.
Hidrografia – Ipirá pertence à bacia hidrográfica do Paraguaçu, tendo como RIOS e RIACHOS principais:

– Riacho do Sossego
– Riacho do Jacaré
– Riacho da Gameleira
– Rio da Passaginha
– Rio Paulista
– Rio Capivari
– Rio do Peixe
– Rio Cairu

A economia do município de Ipirá tem como base a agricultura, pecuária, artesanato de couro, comércio atacadista e varejista, as indústrias e empresas que se encontram em nossa cidade e outros serviços de um modo geral. Há, também, as profissões liberais que contribuem para a economia do município.

Comércio – O comércio de Ipirá é bem desenvolvido. Possui muitas lojas comerciais que vendem em atacado e varejo; temos supermercados, armarinhos, sapatarias, farmácias, várias boutiques, discotecas, muitos bares, lanchonetes, padarias, madeireiras, lojas automotivas, lojas de móveis e eletrodomésticos, gráficas, etc.

Agricultura – Não é muito desenvolvida, apesar do solo fértil, em virtude das prolongadas estiagens. Os Produtos agrícolas que são cultivados no nosso município são: verduras, feijão, milho, mandioca e algumas frutas.

Pecuária – É uma das principais atividades econômicas do município, destacando-se criatório de caprinos (cabra), ovinos (ovelha), suínos (porco) e bovinos (boi). O Município situa-se entre os primeiros do Estado na criação de gado de pequeno porte e também na produção de leite.

Industria – Contamos com a Indústria de Calçados Paquetá e Empresas de artesanato de couro, que produzem Bolsas, Cintos, Calçados e Carteiras em larga escala para exportação. Dentre elas, podemos destacar a Areda, Domus, Class Couro, Areda Fason Couros etc…

Prefeito e Vereadores – O município tem como prefeito, o advogado Marcelo Antônio Santos Brandão e como vice-prefeito, o médico José Ricardo Almeida Pinheiro. A Câmara de Vereadores no atual período legislativo conta com os seguintes vereadores: Divanilson Mascarenhas, André Luis Oliveira, Itana Paula Fernandes, Laelson Neves, Ekel Oliveira, Edson Carneiro de Souza, Edmundo Azevedo, Raimundo Pindobeira, Caryl Oliveira, Jaildo Santos Souza, Deteval Brandão, Benedito Oliveira Alves, Marcos Murilo, Antonio Carlos Simas e Weima Fraga.

A cidade amanheceu chuvosa e deserta, sentindo a falta de qualquer festividade que justificasse o acontecimento, já que o seu prefeito alegando contenção de gastos suspendeu as comemorações que aconteceriam neste dia.

Uma simples queima de fogos marcou marcou os 163 anos e a população do município espere que 2019 seja um ano promissor e que todos possam realmente ter”Orgulho de Viver Aqui”.

Caboronga Notícias com imagem do arquivo.