Na manhã desta terça-feira (12), o Sindicato dos Trabalhadores na Indústria de Calçados Paquetá em Ipirá, entidade filiada a CUT, paralisou as atividades da empresa de calçados Paquetá por duas horas. As 06h da manhã os representantes do sindicato fecharam a entrada da empresa impedindo o acesso dos funcionário ao trabalho. Em determinado momento o clima ficou tenso, porque boa parte dos funcionários temem que com esta paralisação a empresa venha a encerras suas atividades no município, desencadeando um processo de demissão em massa.

Hoje a Paquetá emprega mais de duas mil pessoas em Ipirá e segundo um funcionário a situação é preocupante. “Sabemos que temos que lutar por nossos direitos. Só que o momento que o país atravessa é delicado. Se a empresa encerrar as atividades no nosso município todos sairemos perdendo. Boa parte da economia de Ipirá, hoje depende da Paquetá. Acho que esse não é o momento oportuno para essa atitude do sindicato” Disse o funcionário que não gostaria de ser identificado.

O representante do sindicato falou que o motivo da paralisação é em cobrando a reposição de um desconto ilegal que a empresa fez no pagamento dos funcionário e também lutar pela melhoria das condições de trabalho dos funcionários.

Segundo informações, há quem acredite que o movimento do sindicato tem fins eleitoreiros, até porque em outros momentos de manifesto, fazendo uso de carro de som pessoas ligadas ao sindicato pediram voto para eleger uma representante do sindicato a vereadora nas próximas eleições.

A ato continuou e até por volta das 10h40 de manhã e até então a direção da Paquetá não se manifestou sobre a paralisação. Segundo informações, a gerência local da Paquetá, comunicou o ocorrido na manhã desta terça-feira aos executivos da empresa no Rio Grande do Sul.

Este é um momento delicado que Ipirá. Tudo tem que ser pensado e planejado, porque está em jogo o futuro de um município que enfrenta sérios problemas de ordem estrutural e administrativo. Por si tratar de um município que depende basicamente da agricultura e da pecuária, Ipirá vem enfrentando nos últimos anos uma grande crise financeira com a longa estiagem que praticamente dizimou seu rebando, afetando em cheio a cadeia produtiva do leite.

Caboronga Notícias com imagens do facebook