sábado, março 2, 2024

Sobe para 48 o número de vítimas mortais no terremoto do Japão

O número de mortos devido ao terremoto do Japão, ocorrido no primeiro dia do ano, continua subindo, havendo até agora registro de 48 vítimas mortais.

Segundo a televisão pública japonesa NHK, o corpo de bombeiros revelou que 25 edifícios, incluindo casas, desabaram na cidade de Wajima.

Foram ainda registrados danos nas cidades de Ishikawa, Niigata, Fukui, Toyama e Gifu.

A Agência Meteorológica Japonesa (JMA) confirmou que o centro do Japão foi atingido por 155 sismos entre as 16:00 de segunda-feira (04h00 em Brasília) e as 09h00 de hoje (21h00 em Brasília).

A maior parte dos tremores foram registrados com magnitudes superiores a 3,0, incluindo seis novos tremores fortes sentidos esta manhã, revelou a JMA.

Horas antes, os especialistas da agência tinham avisado que os tremores secundários vão continuar esta semana, sendo particularmente perigosos nos próximos dois ou três dias, durante os quais é provável que se repitam fortes tremores de magnitude sete ou superior.

Vale recordar que o tremor, de magnitude de 7,6 na escala aberta de Richter, levou as autoridades a ativar o alerta de tsunami, que esteve em vigor durante 18 horas, ao longo da costa ocidental das ilhas de Honshu e Hokkaido e do norte da ilha de Kyushu.

Wajima tem cerca de 23 mil habitantes e foi uma das localidades mais afetadas devido à proximidade do epicentro do sismo.

Os vários tremores que abalaram o centro do Japão desde segunda-feira causaram “numerosas vítimas” e danos materiais significativos, incluindo edifícios desmoronados e incêndios, afirmou o primeiro-ministro japonês, esta manhã.

Notícias ao Minuto

recentes