sexta-feira, fevereiro 23, 2024

Temperaturas globais devem atingir níveis recordes nos próximos cinco anos

As temperaturas devem atingir níveis recordes nos próximos cinco anos em escala global, disse a Organização Meteorológica Global (WMO, na sigla em inglês) da Organização das Nações Unidas (ONU). O aumento se deve a emissão de gases do efeito estufa, que retêm o calor, e a uma aproximação natural do El Niño, de acordo com uma atualização divulgada pela organização nesta quarta-feira, 17.

“Há uma probabilidade de 66% de que a temperatura global média anual próxima à superfície entre 2023 e 2027 seja mais de 1,5ºC acima dos níveis pré-industriais por no mínimo um ano”, disse o comunicado. De acordo com a organização, há 98% de chance de pelo menos em 1 dos próximos 5 anos a temperatura bata o recorde estabelecido em 2016, quando houve um El Niño excepcionalmente forte.

“Espera-se que um aquecimento do El Niño se desenvolva nos próximos meses e isso se combine com a mudança climática induzida pelo homem para empurrar as temperaturas globais para um território desconhecido”, afirmou o meteorologista e secretário geral da WMO, Petteri Taalas. O Acordo de Paris estabelece limitar o aumento da temperatura global no século a 2ºC.

Os padrões de chuva previstos para a média de maio a setembro de 2023 a 2027, em comparação com a média de 1991 a 2020, sugerem aumento de precipitações na região do Sahel, no continente africano, no norte da Europa, no Alasca e norte da Sibéria, e chuvas reduzidas para esta temporada na Amazônia e em partes da Austrália.

O relatório foi divulgado antes do Congresso Meteorológico Mundial, que vai do dia 22 de maio ao dia 2 de junho e tem como objetivo discutir formas de fortalecer os serviços meteorológicos e climáticos para apoiar a adaptação às mudanças climáticas.

Estadão Conteúdo

recentes