Ao menos 14 pessoas morreram durante um tiroteio no sábado (30) em Villa Union, cidade mexicana do estado de Coahuila, na fronteira com os Estados Unidos.

De acordo com o governador Miguel Angel Riquelme, o ataque foi realizado por integrantes do Cartel Del Noroeste, que chegaram na cidade em caminhonetes, por volta do meio-dia, e atiraram contra prédios públicos, entre eles a prefeitura de Villa Union.

Quatro policiais morreram e outros seis ficaram feridos na ação. Há também um número não especificado de pessoas desaparecidas, afirmou o governador.

Riquelme disse ainda que o estado agiu “decisivamente” para combater os membros do cartel.

O tiroteio ocorreu quatro dias após a divulgação de entrevista do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, na qual ele afirma que pretende classificar os cartéis de drogas do México como grupos terroristas.

Em resposta, o presidente mexicano, Andrés Manuel López Obrador, disse na sexta (29) que não aceitaria nenhuma intervenção estrangeira no combate às gangues.

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS)