TJ-RJ mantém condenação a Jair Bolsonaro por declaração homofóbica

O Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro manteve uma condenação do presidente Jair Bolsonaro por declarações homofóbicas. Ele foi condenado a pagar R$ 150 mil por danos morais.

Em 2011, ao ser questionado sobre o que faria se tivesse um filho gay, Bolsonaro disse que isso não aconteceria porque “eles tiveram uma boa educação”.

O recurso analisado era um embargo de declaração – que pede esclarecimentos sobre a decisão.

O embargo foi negado porque o tribunal entendeu que a condenação era clara. O presidente ainda pode recorrer aos tribunais superiores. O Palácio do Planalto não quis se manifestar.

Por G1 Rio – Foto: Antonio Cruz/ Agência Brasil