quarta-feira, junho 19, 2024

Traficante que matou PM da Rota tentou se instalar em Feira de Santana com outra identidade

O traficante Jefferson Veríssimo da Silva, mais conhecido pelo apelido de “Arrepiado”, autor da morte do cabo PM da Rota Jefferson Ferreira, em junho de 2020, na Zona Leste de São Paulo, tentou se instalar na Bahia utilizando outra identidade. Documentos falsos foram localizados, após o confronto que ocorreu nesta terça-feira (4), na cidade baiana de Feira de Santana.

Durante cinco meses, equipes da Força Integrada de Combate ao Crime Organizado (FICCO) e da 1a Coorpin (Feira de Santana) realizaram ações de inteligência para deflagração da Operação Rota Contida. Informações do Batalhão de Choque da PM de SP foram utilizadas para localizar o foragido da Justiça paulista.

Traficante paulista
Foto: SSP/BA

Os levantamentos mostraram que Arrepiado morava em um hotel de luxo e ostentava carro e relógios importados na segunda maior cidade da Bahia. O criminoso buscava ainda fornecer drogas, armas e munições para estados do Nordeste.

Traficante paulista
Foto: SSP/BA

Durante cumprimento de mandados, equipes da Core da PC e do GPI da PF, com apoio da 67ª CIPM, encontraram o traficante e houve confronto. Arrepiado foi atingido, socorrido para unidade de saúde, mas não resistiu.

“A integração é imprescindível no combate às facções. Não permitiremos que criminosos de outros estados atuem na Bahia. As Forças Estaduais e Federais estão unidas, vigilantes e atuando norteadas pela Inteligência”, afirmou o secretário da Segurança Pública, Marcelo Werner.
Acorda Cidade

recentes