Três ataques são registrados após chegada da Força Nacional no Ceará

Mesmo após a chegada da Força Nacional no Ceará, o estado registrou três ataques. Dois deles aconteceram na noite de ontem (5), em Fortaleza, e o terceiro na madrugada deste domingo (6), em uma delegacia na cidade de Maracanaú, na Região Metropolitana da capital. Com o novo balanço, o número de ataques, que começaram no último dia 2, chegou a 93. As informações são do G1.

Em Fortaleza, um posto de observação da Guarda Municipal foi alvo de criminosos por volta de 19h desse sábado. A unidade policial foi alvejada por dois suspeitos. Além desse ataque, duas bombas de combustível e duas salas do escritório de um posto de gasolina na rodovia BR-116, no Bairro Messejana, foram incendiadas. No interior do estado, dois caminhões ficaram em chamas no pátio da Prefeitura de Barroquinha, no norte cearense.

Prisões pós-Força Nacional

Após a chegada da Força Nacional no Ceará, nesse sábado (5), 53 pessoas foram presas, afirmou a Secretaria da Segurança do estado. No total, as autoridades já prenderam 103 suspeitos de cometerem uma sequência de atos violentos, coordenados por facções criminosas. Depois do reforço militar, conforme a pasta, não houve mais ataque a ônibus – 18 transportes públicos foram incendiados em menos de 24 horas.

Entenda o caso

Ceará sofre uma onda de ataques criminosos que estariam sendo coordenados por facções do crime organizado em vários pontos de Fortaleza, e no interior do estado. Os atos violentos acontecem desde a última quarta-feira (2). A motivação seria por represália à diretriz anunciada pela Secretaria Estadual de Administração Penitenciária de remanejar e juntar presos independente das facções.