Na sessão da Câmara de Vereadores de Ipirá, realizada na manhã desta terça-feira (25), os vereadores Laelson Neves e Divanilson Mascarenhas, elogiaram o esquema de segurança que foi montado pela polícia na micareta de Ipirá, no entanto, cobraram mais ação principalmente da Policia Civil no sentido de conter a violência que vem se alastrando no interior do município, deixando em pânico principalmente pais de alunos.

Segundo o vereador Laelson Neves, os meliantes estão promovendo arrastões até nos ônibus do transporte escolar. Além de levar os pertences dos estudantes, chegaram até a colocar arma na boca de criança de 5 anos de idade.

“Os assaltos seguidos de arrastões estão acontecendo em vários pontos do município, principalmente na região de Coração de Maria, Pai Miguel, estrada de Coração de Maria, Bonfim, Nova Brasília e outras regiões do município”. Disse o vereador Laelson.

Por sua vez, o vereador Divanilson Mascarenhas, cobrou mais ações investigativas por parte da Polícia Civil, no sentido de descobrir quem são esses meliantes e prendê-los, já que a Polícia Militar está fazendo a sua parte de policiamento ostensivo. Em determinado momento do seu pronunciamento, o vereador Divanilson chegou a perguntar se realmente o município de Ipirá tinha delegado.

A atenção é maior principalmente nas quartas-feiras, quando grande parte da população da zona rural se desloca para a sede no município, já que, nesse dia acontece a feira livre e o policiamento é insuficiente para dar cobertura a uma área de aproximadamente 3.900 quilômetros quadrados, com 22 povoados e 2 distritos, além da sede do município que também necessita da presença da polícia.

É preciso que todas as autoridades do município se debrucem diante da situação e busquem junto ao governo do Estado um maior efetivo policial para Ipirá, principalmente a instalação de uma base da Companhia Independente de Policiamento Especializado “CIPE Caatinga” no município, coisa que já existiu no passado.

Caboronga Notícias