Na sessão da Câmara de vereadores de Ipirá, realizada na manhã desta terça-feira (24), o vereador Mundinho de Almir em pronunciamento informou estar sendo vitima de perseguição política por parte da Secretaria Municipal de Infraestrutura, pelo fato de ser oposição ao grupo que administra o município de Ipirá.

Segundo ele, já fez inúmeros apelos e indicações solicitando benefícios para a região do São Roque onde as estradas ao intransitáveis e sofre retaliação no atendimento.

“Solicitei que a patrol fizesse uma estrada que também dá acesso à localidade onde eu moro, o serviço foi feito pela metade e não concluíram até o trecho que dá acesso à minha residência, onde o motorista do transporte escolar que também é administrador do povoado libera os alunos no meio da estrada, porque o local não oferece condições para o transporte esfolar fazer o trajeto até o fim da linha”. Disse o vereador. Ao questionar na secretaria, disseram ao vereador que caso ele venha para o grupo de situação tudo se resolve facilmente.

Já a vereadora Itana Paula em seu pronunciamento informou determinada pessoa a fotografou no Hospital Municipal, no momento em que ela tentava falar com o médico Heraldo Miranda que é seu amigo pessoal. Segundo ela, a pessoa que fez as fotos foi contestar com um líder do grupo da situação, inclusive mostrando as fotos e contestando o porque da vereadora estar frequentando a unidade hospitalar.

Para a vereadora Paula, isso no passado nunca aconteceu. E porque só agora esta prática de retaliação está sendo imposta a representantes da oposição? A vereadora cobrou do presidente da Câmara vereador Benedito Oliveira Alves, mais atenção para com os vereadores e a população ipiraense, pelo fato da Câmara não estar realizando expediente ao público nas sextas-feiras, até porque, as pessoas não foram informadas sobre o fechamento da Câmara neste dia e a medida tem causado um certo transtorno aos desavisados.

Caboronga Notícias