O vereador Alberto Nery vai apresentar, na próxima segunda-feira (20), véspera do feriado nacional de Tiradentes, uma proposta de redução em 15% dos salários de todos os vereadores de Feira de Santana, por três meses. Em entrevista ao Acorda Cidade ele informou que pedirá ao presidente da câmara para suspender a sessão, por dez minutos, para conversar com os demais vereadores sobre a proposta e, inclusive, sugerir a assinatura de todos na autoria.

“Todos têm dado sua colaboração neste momento difícil em nosso país por conta da pandemia, então nós entendemos que também precisamos dar mais contribuições. Já demos outras, quando redirecionamos os recursos da verba impositiva para ficar a disposição do executivo municipal, para se seja usado com a finalidade de criar condições de atender melhor a população atingida pelo vírus”, declarou o vereador.

Vereadores também reduzirão gastos com viagens.

“Acredito que a redução dos salários será aprovada. Além disso, no mesmo projeto estamos propondo no artigo 2º que fica vedada, durante o período de vigência dessa lei, as despesas com viagens. As viagens que normalmente os vereadores fazem para fazer cursos fora do estado ficarão suspensas enquanto perdurar a pandemia”, declarou o vereador.

Vale destacar que eventos e cursos já estão suspensos por conta do risco de transmissão do novo coronavírus. Além disso, não é recomendado fazer viagens sem que haja extrema necessidade.

O valor bruto do salário dos vereadores de Feira de Santana é entorno de R$ 15 mil reais.

Salários do prefeito e secretários

Na quarta-feira (15) o prefeito Colbert Martins Filho decidiu reduzir pelo período inicial de dois meses o salário dele, em 20%, e dos seus secretários, na ordem de 15%. Da gratificação paga a servidores em geral (a exceção do pessoal da área de saúde e vinculados a outros serviços considerados essenciais) a redução será de 10%. Os servidores ocupantes dos cargos em comissão de Diretores-Presidentes e Superintendentes das Autarquias e Fundações do Município de Feira de Santana terão redução de salário em 13%.

Com informações e fotos do repórter Paulo José do Acorda Cidade