sábado, maio 25, 2024

Vitória supera Londrina e faz 100% no brasileiro

Vitória e Londrina se enfrentaram no Estádio Manoel Barradas (Barradão), na noite desta sexta-feira, 28/4, em partida pela 3ª rodada da Série B do Brasileiro. Com gols de Wagner Leonardo e Zé Hugo, o Rubro-Negro venceu a terceira partida seguida e tem melhor início de Série B da história.

Mais de 25 mil presentes fizeram a festa no Barradão e ajudaram a equipe comandada por Léo Condé a sair de campo com mais três pontos.

O próximo compromisso do Vitória é na sexta-feira, 5, diante do Botafogo-SP, em Ribeirão Preto. A bola rola a partir das 21:30, no estádio Santa Cruz, em jogo da 5ª rodada do Brasileiro Série B. O jogo do Rubro-Negro contra o Ceará, pela 4ª rodada, foi adiado por conta da final da Copa do Nordeste, entre Vozão e Sport, na próxima quarta.

A partida

As duas equipes começaram a partida em sintonias distintas. Diante do seu torcedor, o Vitória entrou em campo ligado e não demorou muito para abrir o placar. Aos 8, após cobrança de escanteio de Osvaldo, Wagner Leonardo subiu mais que todo mundo e cabeceou para marcar o primeiro do Rubro-Negro no jogo.

O Londrina parecia perdido e não conseguia passar do meio de campo com a bola dominada. O Vitória seguia em cima, e Léo Gamalho quase faz o segundo aos 12, em um chutaço da intermediária, mas a bola passou ao lado esquerdo do gol defendido por Lucas Frigeri. Na sequência, aos 17, Zé Hugo aproveitou nova assistência de Osvaldo e só empurrou para as redes, ampliando o placar.

Com vantagem no marcador e a partida controlada, o Vitória só sofreu pela primeira vez aos 22, quando Caio Mancha recebeu de costas para o gol e ajeitou para Higor Leite chegar finalizando. Mas Lucas Arcanjo estava atento e fez a defesa no centro do gol. A chance mais perigosa do Londrina aconteceu apenas aos 36, quando Diego Jardel pegou sobra na entrada da área e chutou com muito perigo, mas para fora.

Apesar de ter entrado na partida, o Londrina pouco ameaçou o Rubro-Negro e quase sofreu mais gols antes do intervalo. Aos 44, Osvaldo carregou da direta e finalizou com o pé esquerdo, para boa defesa de Lucas Frigeri. Na sequência, aos 47, Matheuzinho também arriscou de fora da área e obrigou o goleiro do Londrina a fazer outra grande defesa.

Segundo tempo

Após o intervalo, o Vitória diminuiu o ritmo e administrou o resultado. O Londrina tentou reverter a desvantagem no placar, mas pouco criou e não ameaçou o gol defendido por Lucas Arcanjo durante os 45 minutos finais.

Aos 8, Osvaldo encaixou belo passe para Léo Gamalho que, na pequena área, finalizou e obrigou Lucas Frigeri a fazer outra grande defesa. Logo na sequência, Matheuzinho chamou o marcador para dançar e bateu cruzado, mas ninguém apareceu para completar e a bola saiu pela linha de fundo.

Léo Condé utilizou o banco de reservas no decorrer da segunda etapa e as mudanças manteram a postura do Rubro-Negro na partida. Primeiro, Thiago Lopes e Rafinha entraram na vaga de Osvaldo e Zé Hugo. Léo Gomes deu lugar a Gegê, e por último, Matheuzinho e Zeca saíram para as entradas de Diego Torres e Railan.

Com 2 a 0 no placar confirmado, o Vitória conquistou, além dos três pontos, o melhor início de Série B da história. São três vitórias em três jogos, oito gols marcados, nenhum sofrido e liderança do campeonato.

Ficha Técnica

Vitória 2 x 0 Londrina

Série B – 3ª rodada

Local: Manoel Barradas (Barradão), em Salvador (BA)

Data: 28/04/2023 (sexta-feira)

Horário: 19h

Árbitro: Paulo Henrique Schleich Vollkopf (MS)

Assistentes: Eduardo Gonçalves da Cruz e Leandro dos Santos Ruberdo (ambos de MS)

Quarto árbitro: Moisés Ferreira Simão (BA)

VAR: Rodrigo Guarizo Ferreira de Amaral (SP)

Cartões amarelos: Wagner Leonardo (Vitória) / Ezequiel e Jatobá (Londrina)

Gols: Wagner Leonardo e Zé Hugo (Vitória)

Vitória: Lucas Arcanjo; Zeca (Railan), Camutanga, Wagner Leonardo e Marcelo; Léo Gomes (Gegê), Rodrigo Andrade e Matheusinho (Diego Torres); Zé Hugo (Rafinha), Osvaldo (Thiago Lopes) e Léo Gamalho. Técnico: Léo Condé.

Londrina: Lucas Frigeri; Ezequiel, Patrick, Da Silva e Salomão (Nícolas); João Paulo, Jatobá (Moisés Gaúcho) e Higor Leite (Diego Jardel); Paulinho Moccelin (Clinton), Caio Mancha e Hugo Cabral (Vinícius Jaú). Técnico: Alexandre Gallo.

recentes