O senador Jaques Wagner (PT) disse que vê com tristeza a prisão da desembargadora Maria do Socorro Barreto Santiago, que foi presa preventivamente na manhã desta sexta-feira (29), na nova fase da Operação Faroeste, batizada de Joia da Coroa.

“Eu vejo com tristeza porque o Tribunal de Justiça representa a Casa que deveria, ou deve, defender as leis. Não tem como fazer juízo de valor, porque o processo não terminou, mas fico triste de saber que pessoas que tiveram postos importantes estão sendo presas. A população perde a crença no poder judiciário e aí não se tem mais democracia”, disse o senador, em depoimento ao BNews, durante a posse do vereador Edvaldo Brito (PSD) na Academia de Letras da Bahia.

Wagner se esquivou de comentar sobre o bilhete encontrado pela Polícia Federal na residência da desembargadora, que seria endereçado ao governador Rui Costa (PT).

“Sobre o bilhete, o governador já respondeu. Não foi nem entregue e não tem nada a comentar”, pontuou.

Por: Henrique Brinco e Aina Kaorner  com foto de Vagner Souza/BNews