domingo, maio 19, 2024

Bahia vira sobre o Fluminense com dois golaços e vence a primeira no Brasileiro

De virada, o Bahia derrotou o Fluminense por 2 a 1, nesta terça, na Fonte Nova, para somar seus primeiros três pontos no Brasileirão. O time carioca abriu o placar cedo e, aos 16 minutos, o árbitro paralisou a partida por causa das fortes chuvas que castigaram Salvador e, mais especificamente, o gramado. Uma hora depois, o jogo foi retomado, e o time baiano voltou muito superior. O empate saiu ainda no primeiro tempo, com um golaço de Caio Alexandre. Na segunda etapa, o Bahia continuou ditando o ritmo do jogo e chegou à virada com outro golaço. Desta vez, em bonita jogada individual de Cauly.
Tabela
Com o resultado, o Bahia chega à oitava posição momentaneamente. O Fluminense é o 14º. Ambas as equipes podem ser ultrapassadas, dependendo dos resultados das demais partidas da rodada. Veja a classificação completa.
Primeiro tempo
O jogo começou sob forte chuva na Fonte Nova, o que não impediu um início quente. Aos 3 minutos, Santiago Arias errou drible perto da área do Bahia, Jhon Arias ficou com a bola e passou para Cano abrir o placar. O aguaceiro só aumentava e prejudicou as condições do campo. Assim, o jogo teve de ser paralisado por uma hora. Com a água escoada e a grama sem poças, o Bahia voltou com mais iniciativa, pressionando a defesa do Fluminense em seu campo e criando muitas oportunidades. Ademir e Jean Lucas se aproximaram do gol de empate em finalizações perigosas e ficaram no quase. Jhon Arias tentou retribuir, mas parou na defesa. Aos 35, Cauly cobrou escanteio, a sobra ficou com Caio Alexandre, que bateu no ângulo. Um golaço. O time da casa continuou pressionando e poderia ter saído para o intervalo à frente no placar.
Segunda etapa
O Bahia continuou com o domínio do jogo depois do intervalo, pressionando a saída de bola e explorando as costas da marcação. Aos 15 minutos, Cauly aplicou um drible desconcertante em Manoel e invadiu a área para virar o jogo. Depois do gol, Diniz promoveu diversas mudanças no time e substituiu todos os homens de defesa por atacantes para tentar mudar a postura de sua equipe. Ainda assim, faltou qualidade para encontrar espaços e levar perigo. No fim, os jogadores do Bahia fizeram cera e houve algumas discussões. Na bola, o Fluminense não demonstrou poder de reação.
Grama encharcada e longa paralisação
Uma chuva intensa caía no início do jogo. Aos poucos, surgiram poças no gramado, o que tornou inviável o correr da bola. Aos 16 minutos, o árbitro decidiu interromper a partida e pôr em prática o protocolo da CBF para esses casos. Todos foram ao vestiário para aguardar um trégua do tempo ruim. Depois de 45 minutos, a avaliação da equipe de arbitragem foi farovável para a retomada. Os jogadores ainda precisaram de 15 minutos para o aquecimento antes do reinício.
GE/BA

recentes