sábado, maio 18, 2024

Projeto Inédito “Micareta Sustentável e Solidária” promove inclusão de catadores na Micareta de Feira de Santana

Este ano, a tradicional Micareta de Feira de Santana contará com uma iniciativa inovadora: o projeto “Micareta Sustentável e Solidária”, promovido pela Associação Regional de Trabalhadores em Materiais Recicláveis de Feira de Santana e Municípios Vizinhos (Artemares) e a ONG Centro de Arte e Meio Ambiente (Cama), que integram o Fórum Estadual Lixo e Cidadania da Bahia (FLC-BA). O objetivo é promover melhores condições de trabalho e renda para catadores e catadoras de materiais recicláveis autônomos e associados, por meio da gestão sustentável dos resíduos sólidos.

Jailton Cardoso, presidente da Artemares, destaca a importância desse projeto inédito: “Estamos comprometidos em garantir a dignidade e o reconhecimento do trabalho dos catadores e catadoras, promovendo a inclusão social e ambiental durante a Micareta de Feira.”

Projeto Inédito "Micareta Sustentável e Solidária"
Foto: Reprodução/ Sustentare

O “Micareta Sustentável e Solidária” é um projeto que visa beneficiar diretamente 300 catadores (as) autônomos, além de 60 associados da Artemares. Todos os participantes receberão kits de equipamentos de proteção individual (luva, bota, meião, protetor auricular e capa de chuva), fardamento (camisa e calça) e serão cadastrados na Central de Valorização e Inclusão dos Catadores de Materiais Recicláveis, que estará localizada estrategicamente no circuito da festa, na Avenida Presidente Dutra (em frente a antiga concessionária de veículos Norauto).

Além dos kits e cadastramento, catadores (as) autônomos (as) receberão orientações sobre segurança no trabalho, técnicas de separação de materiais e boas práticas ambientais. Esta iniciativa busca não só garantir melhores condições de trabalho, mas também promover o desenvolvimento profissional e a conscientização ambiental entre os participantes.

“A central estará disponível no circuito da festa, facilitando a coleta e o destino sustentável desses resíduos. Catadores (as) autônomos (as) serão responsáveis pela coleta dos resíduos sólidos, e os associados pela gestão da central, pela comercialização solidária e a destinação final adequada dos resíduos sólidos para reciclagem”, afirma Joilson Santana, coordenador executivo da ONG Cama. Ainda segundo ele, “é fundamental sensibilizar a população sobre a importância da reciclagem e valorizar o trabalho de catadores(as), contribuindo para um evento mais sustentável e inclusivo.”
Projeto Inédito "Micareta Sustentável e Solidária"
Foto: Reprodução/ Sustentare

O cadastramento é totalmente gratuito e será realizado a partir do dia 18 de abril, mediante apresentação de documento (RG e CPF), na Central de Valorização e Inclusão dos Catadores de Materiais Recicláveis.

A ação conta com o apoio do Governo do Estado da Bahia por meio das Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre); Secretaria de Justiça e Direitos Humanos (SJDH); Secretaria do Meio Ambiente (Sema); Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR) e da Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR); Ministério Público do Trabalho da Bahia; da Prefeitura Municipal de Feira de Santana e da empresa Sustentare.

Acorda Cidade 

recentes