terça-feira, julho 16, 2024

Montanhista brasileiro morre depois de cair em buraco durante escalada em vulcão

O montanhista Marcelo Motta Delvaux, que estava desaparecido desde o dia 30 de junho, morreu durante a escalada de vulcão no Nevado Coropuna, a quarta montanha mais alta do Peru, com aproximadamente 6.300 de altitude.

Receba as principais notícias direto no WhatsApp! Inscreva-se no canal do Terra

Segundo informações de familiares repassadas a TV Integração, afiliada da Globo em Uberlândia, Marcelo caiu em uma greta, espécie de rachadura, e não sobreviveu.

A irmã do montanhista, Patrícia Delvaux, disse que as buscas foram encerradas neste domingo, 7. As buscas por ele começaram no dia 4 de julho e foram realizadas pela Polícia de Arequipa, cidade onde fica o monte, e por uma equipe de guias profissionais contratada por familiares do profissional.

No dia 30, Marcelo chegou ao topo do Coropuna Oeste por volta das 15 horas. Pouco depois, iniciou a descida. No entanto, próximo a 6.300 metros o sinal parou em um ponto e não se moveu mais.

Marcelo Motta era montanhista há cerca de 25 anos e guia profissional. Considerado um dos mais experientes, escalou mais de 150 montanhas nos Andes e Himalia.

Fonte: Terra

recentes