sábado, maio 18, 2024

Presidente do PSDB, Marconi Perillo aponta maior participação do partido nas eleições da Bahia e indica alianças

O presidente nacional do Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB), Marconi Perillo, esteve em Salvador, na manhã desta sexta-feira (15), participando do projeto Giro Pelas Capitais. O encontro reuniu as principais lideranças tucanas da Bahia. Na ocasião, em entrevista à imprensa, Marconi comentou que a sigla terá uma maior participação nas eleições municipais deste ano e que ele está confiante com o resultado poderá ser obtido pelo o partido para a disputa eleitoral.

“Olha, o líder Adolfo [Vianna] e o presidente Tiago Corrêa os nossos deputados estaduais estão trabalhando com metas bastante factíveis. Estão trabalhando com uma boa estratégia, com um bom planejamento e eu estou confiante que a gente vai ter um desempenho bom aqui na Bahia. Estamos trabalhando com muita inteligência, inclusive com a Independência, mas com inteligência […]”, disse.

O presidente do PSDB revelou ainda que o grupo tem uma meta de eleger mais parlamentares em 2026 e que pretende aumentar o protagonismo da sigla na “sucessão estadual” da Bahia nas próximas eleições.

“A meta é a gente ter uma boa performance agora e depois quando chegarmos em 2026 a gente tem metas mais ousadas a meta de fazer três federais de aumentar bem a bancada Estadual e de ter uma participação efetiva no tabuleiro da sucessão Estadual em 2026. Eu acho que o trabalho que está sendo feito aqui um trabalho meio que artesanal um trabalho sério trabalho que está sendo feito no estado inteiro vai nos projetar fortemente pro Futuro aqui na Bahia, eu vou sair daqui muito animado com todos Os relatos que eu recebi dia Adolfo do Thiago e agora numa reunião também com muita musculatura aqui o líder de muita qualidade”, apontou.

O dirigente que tem viajado pelo país com o projeto de reunir lideranças tucanas, comentou ainda sobre um possível apoio do PSDB ao PT na Bahia. Os rumores da possível aliança foram ventilados no cenário da política baiana durante o ano passado. Marconi indicou que não há determinações ou proibições para um possível apoio do partido e que a sigla baiana teria liberdade.

“Tem liberdade. O PSDB daqui da Bahia tem liberdade para andar com quem quiser, claro em boas companhias, com gente de qualidade, com gente que sabe fazer bem”, comentou.

Fonte: Bahia Notícias

recentes