quarta-feira, novembro 29, 2023

Procuradoria Geral da Bahia aciona Ministério Público Federal contra vereador gaúcho acusado de xenofobia contra baianos

A Procuradoria Geral do Estado da Bahia (PGE-BA) anunciou, nesta quarta-feira (1º), que acionará os ministérios públicos federal e estadual do Rio Grande do Sul contra o vereador Sandro Fantinel (Patriota), após a fala xenofóbica e racista referente ao resgate dos trabalhadores baianos encontrados em situação análoga à escravidão, na cidade de Bento Gonçalves.

Uma ação indenizatória de reparação por danos morais também será requerida. A medida da PGE-BA foi tomada a pedido do governador Jerônimo Rodrigues, que classificou as falas como “desumanas e inadmissíveis”, na terça-feira (28).

Sandro usou o plenário da Câmara de Vereadores para dizer que as empresas devem contratar argentinos, que seriam “limpos, trabalhadores e corretos”, ao invés “daquela gente lá de cima”, referindo-se ao Nordeste.

Além do governador da Bahia, as falas também foram repudiadas pelo prefeito de Salvador, Bruno Reis, que disse que as falas de Sandro são “bizarras”, e que “retratam a xenofobia e o racismo em sua pura essência”.

O documento de repúdio foi compartilhado em conjunto com a Defensoria do RS. A DPE-BA se colocou contra a “normalização do autoritarismo por meio de discursos de ódio” e disse que o vereador transgrediu o próprio mandato e também a Constituição Federal.

As Defensorias Públicas da Bahia e do Rio Grande do Sul também emitiram nota de repúdio contra o vereador e apontaram “traição à Constituição Federal”.

Por g1 BA com imagem de divulgação

recentes