sexta-feira, maio 24, 2024

Quarta-feira de Cinzas marca o início da Quaresma para os católicos

Nesta quarta-feira (14), a Igreja Católica celebra a Missa de Quarta-feira de Cinzas, com o gesto de imposição das cinzas como sinal de penitência, no sentido de conversão que marca o início da Quaresma, período de reflexão em preparação para a Páscoa do Senhor. É um dia de jejum e abstinência de carne.

Há 60 anos, o período da Quaresma no Brasil também é vivenciado em comunhão com a Campanha da Fraternidade que, neste ano, convida a refletir sobre “Fraternidade e Amizade Social”, tendo como lema “Vós sois todos irmãos e irmãs”, extraído do Evangelho de Mateus. O tema foi inspirado na encíclica ‘Fratelli tutti’, escrita pelo Papa Francisco, na qual o pontífice indica a fraternidade e a amizade social para construir um mundo melhor, pacífico e com mais justiça.

Na Diocese São José de Criciúma (SC) haverá celebrações da Missa em todas paróquias e santuários. Na Catedral São José haverá celebrações em três horários: 7h15min, 15h e 19h30min. Nos santuários diocesanos as missas também acontecem durante o dia e a noite. Em Araranguá, no Santuário Diocesano Nossa Senhora Mãe dos Homens, a Santa Missa será realizada às 7h15 e às 20h. No Santuário Diocesano Sagrado Coração Misericordioso de Jesus, em Içara, a Missa com imposição das cinzas acontecerá às 6h, 15h e 19h30min. Na cidade de Nova Veneza, o Santuário Diocesano Nossa Senhora de Caravaggio realizará as celebrações às 7h e 19h30min.

Período da Quaresma

Na Quarta-feira de Cinzas começam os 40 dias de preparação para a Páscoa. Após a Missa, o sacerdote abençoa e impõe as cinzas feitas de ramos de oliveira abençoados no Domingo de Ramos do ano anterior. Estas são impostas fazendo o sinal da cruz na testa e dizendo as palavras bíblicas: “Lembra-te que és pó e ao pó retornarás” ou “Convertei-vos e crede no Evangelho”. Desta forma, a cinza é um sinal de humildade e recorda ao cristão sua origem e seu fim. A Quaresma termina na Quinta-feira Santa. Nesse dia, a Igreja recorda a Última Ceia do Senhor, quando Jesus compartilhou a refeição pela última vez com seus apóstolos antes de ser crucificado na Sexta-feira Santa.

recentes