sexta-feira, junho 14, 2024

Sesab divulga recomendações após bactéria causadora da Cólera ser detectada em Feira de Santana

A bactéria causadora da Cólera, doença infectocontagiosa aguda do intestino delgado causada por uma enterotoxina produzida pela bactéria Vibrio cholerae, foi encontrada em amostras de água da Lagoa do Geladinho, localizada no Parque Erivaldo Cerqueira, em Feira de Santana.

A análise foi realizada pelo laboratório de Microbiologia de água Laboratório Central de Saúde Pública Professor Gonçalo Muniz (Lacen/BA), após relatório do Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde (CIEVS) apontar a ocorrência de morte de peixes da espécie Akari (Cascudo), a priori sem causa conhecida.

Com a confirmação, a Secretaria da Saúde da Bahia (Sesab), por meio da Superintendência de Vigilância e Proteção da Saúde (Suvisa), divulgou uma série de recomendações e orientou as condutas a serem adotadas em relação a notificação de eventos que tenham correlação com o local contaminado. Dentre as ações recomendadas, estão a interdição da Lagoa Geladinho, realização de coletas em novos pontos da lagoa para que o teste seja repetido e a realização de busca ativa de casos de diarreia em toda a rede de assistência à saúde.

A Cólera é uma doença relacionada majoritariamente à higiene e ao saneamento básico. Apesar de nem sempre apresenta sintomas claros, a doença pode ser subclínica, caracterizada por um episódio de diarreia não complicada e discreta, ou uma doença fulminante, potencialmente letal. O início dos sintomas é geralmente abrupto, indolor, com diarreia aquosa e vômitos.

Acorda Cidade – Foto: Divulgação/ Sesab

recentes