terça-feira, dezembro 5, 2023

Reconhecimento Facial: 2 foragidos da Justiça são presos no primeiro dia da Micareta de Feira

A quinta-feira de Micareta (20), primeiro dia da festa, teve um resultado positivo na avaliação das forças de segurança e outros órgãos que trabalham de forma integrada na fiscalização e prevenção de problemas. A reunião sobre o balanço da festa ocorreu na manhã desta sexta-feira (21) no Centro de Cultura Amélio Amorim (CCAA) e pontou as ocorrências identificadas.

Segundo o coronel Adalberto Piton, comandante do Comando de Policiamento Regional Leste (CPRL), a estimativa da Polícia Militar é que mais de 90 mil pessoas circularam durante o primeiro dia da folia. Ele frisou ainda que dois homens foragidos da justiça foram presos através do reconhecimento facial e houve duas conduções em flagrante, uma delas de um homem que agrediu uma mulher. Além disso, ele informou que houve furtos de celulares e pediu que a comunidade colabore e evite levar objetos de valor para a festa.

“Essa reunião é de extrema importância porque podemos alinhar procedimentos e corrigir problemas que nós identificamos. Estamos com muito policiamento, muito bem posicionado, mas é impossível evitar que pequenos furtos aconteçam. Peço que os foliões ajudem na prevenção e denunciem qualquer problema que identifiquem para melhorar a segurança”, disse.

O delegado de Polícia Civil, Omar Andrade Leal, também pontou sobre o balanço apresentado hoje e comentou sobre os furtos de celulares. Ele relatou que a parcial do balanço da festa de ontem foi tranquila, porém houve um acréscimo no número de furtos de celulares em comparação a 2019.

“Mas, nada que a gente não possa usar uma boa estratégia para evitar. Não tivemos lesões corporais seguidas de morte e em um evento desse de quase cem mil pessoas, isso é muito satisfatório”, relatou.

O promotor do Ministério Público, Audo Rodrigues que também participou da reunião de balanço, avaliou que os resultados foram positivos. Ele apontou a redução do número de ocorrências policiais e também que o Hospital Geral Clériston Andrade (HGCA) não atendeu nenhuma ocorrência relacionada a Micareta. Além disso, o Hospital Municipal que funciona no circuito, realizou 50 atendimentos, estes com poucos casos de violência que não demandaram atendimento especializado e permaneceram na própria unidade.

“Trabalhamos com a ação preventiva do Ministério Público, acompanhamento do trabalho do Corpo de Bombeiros e de verificação com todas as instituições envolvidas na festa”, declarou.

Com informações do repórter Paulo José do Acorda Cidade.

recentes