segunda-feira, maio 20, 2024

São José, santo padroeiro da família e dos trabalhadores é celebrado nesta terça (19)

O Dia de São José, padroeiro dos agricultores, da família e dos artesãos, é celebrado pelos católicos nesta terça-feira, 19 de março. O pai adotivo de Jesus e esposo de Maria, foi carpinteiro e operário, por isso carrega a responsabilidade de proteger a classe trabalhadora. Em Feira de Santana, as homenagens ao santo começam cedo, às 5h30, com procissão saindo da Capela Nossa Senhora de Lourdes, no Colégio Padre Ovídio. Após o cortejo, uma Santa Missa será realizada na Catedral Metropolitana de Sant’Ana.

Assim como nas poesias do povo nordestino e no cancioneiro popular, São José é entoado para abençoar os agricultores com chuvas e boa colheita, assim como na proteção dos lares brasileiros e na força do trabalho dos artesãos.

Ao Acorda Cidade, o arcebispo metropolitano Don Zanoni de Castro falou sobre a relação do santo com a proteção dos agricultores e os pedidos de bênçãos que neste dia são intensificados.

“São José é o pai adotivo de Jesus, um homem justo, aquele que cuidou, zelou e protegeu a sagrada família. É descendente de Davi, de José, de Jacó, é o último patriarca; e no nosso nordeste no seu dia santo, no dia que comemoramos sua celebração litúrgica, na expectativa do nosso povo, como diz Patativa de Assaré, cantada pelo nosso grande Luiz Gonzaga, ‘apela para março, mês de preferido do santo querido, senhor São José’. Então, a expectativa é que o senhor não abandone sua gente e que abençoe o povo justamente com a chuva para a produção”.

Para celebrar este dia de grande devoção para os fiéis católicos, as atividades serão intensas, como afirmou o arcebispo.

“Desde a manhã no Colégio Padre Ovídio, onde iniciaremos a procissão, trazendo a memória do início da Paróquia que foi criada no Dia de São José, e celebramos aí em cada uma das nossas comunidades, encerrando com a festa da grande Igreja Primária de São José de Itapororoca”.

Nas igrejas, as celebrações contam com a participação dos agricultores que levam até o altar o que eles têm de melhor para oferecer a São José. Agradecer pelos frutos da colheita e pedir que ele continue provendo a prosperidade para as famílias.

“Sobretudo das comunidades rurais, os frutos da terra são colocados. Trazem com o pão e o vinho, a mandioca, o feijão, agradecendo a Deus. É sempre um momento de oferecer a Deus tudo de bom que ele tem nos dado”.

Procissão em honra a São José

Saída: 05h30 – Capela Nossa Senhora de Lourdes, Colégio Padre Ovídio. Após a procissão, Santa Missa na Catedral Metropolitana de Sant’Ana.

Com informações do repórter Ney Silva do Acorda Cidade

recentes